Document details

Factores de risco e consequências de quedas em idosos institucionalizados

Author(s): Pereira, Fernando cv logo 1 ; Miguel, Tânia cv logo 2 ; Fernandes, Ana cv logo 3

Date: 2011

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10198/3951

Origin: Biblioteca Digital do IPB

Subject(s): Idosos; Intitucionalização; Riscos de quedas; Consequências de quedas


Description
Identificar os factores de quedas em idosos institucionalizados de longa duração, determinando os risco de queda e as suas consequências para a qualidade de vida dos idosos. Métodos: Foram realizadas 64 entrevistas a idosos com mais de 65 anos vivendo em quatro distintas instituições de longa duração. A variável dependente é o número de quedas no último ano e os factores de queda intrínsecos e extrínsecos mais referidos na literatura constituíram as variáveis independentes. Resultados: O estudo demonstra um número muito elevado de quedas em idosos institucionalizados, coincidentes com os encontrados em outros estudos internacionais. As consequências físicas e psicológicas das quedas são bem evidentes, nomeadamente o risco de fractura. Os factores intrínsecos estão mais relacionados com o risco de queda do que os factores extrínsecos ou ambientais. Os idosos que apresentam maior risco de queda são os dependentes, isto é, que apresentam um maior grau de dependência face à realização das actividades básicas de vida. Abstract: To identify the factors of falls among elderly living in long-term care institutions and to measure the risk of fall and its consequences. Methods: 64 aged persons of four different institutions were interviewed. The dependent variable is the number of falls in the last year and the independent variables were both the intrinsic and extrinsic factors of fall commonly referred in scientific literature. Results: The study shows a high number of falls among elderly living in long-term care institutions, coincident with the figures founded in other international studies. Both physical and psychological consequences of the falls are quite evident in this study, namely serious injuries including as fractures. We find out that the intrinsic factors are more closely related to the risk of fall than the extrinsic or ambient factors. We also observed that the elderly with a higher degree of dependence to perform their basic daily activities presented the highest risk of falling.
Document Type Article
Language Portuguese
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Related documents