Document details

Turismo urbano : a paisagem cultural do Porto

Author(s): Ramos, Catarina Isabel Mamede de Sousa cv logo 1

Date: 2010

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10316/17575

Origin: Estudo Geral - Universidade de Coimbra

Subject(s): Paisagem cultural -- Porto; Turismo urbano; Turismo cultural -- Porto; Património cultural -- Porto; Património cultural


Description
Num tempo marcado pela globalização percebemos, como consequência dos efeitos desta, que o Mundo pode ser visto como um lugar de características singulares. Cada espaço, cada sítio são valorizados pelas suas especificidades locais, pelas suas características únicas e por um conjunto de elementos que formam a sua identidade cultural. Em contexto urbano, principalmente nas cidades com centros históricos classificados pela UNESCO, o património conquistou interesse junto das dinâmicas turísticas e de lazer. Património e turismo promovem o desenvolvimento do lugar. Contudo, esta gestão nem sempre é pacífica, sustentável e correctamente planeada. Para que as cidades se lancem para as rotas internacionais do turismo a marca Património da Humanidade apresenta-se uma característica primordial e o cartão-de-visita mais desejado. As estratégias promocionais que as cidades apresentam centram-se fundamentalmente na classificação atribuída ao centro histórico, no património arquitectónico e num conjunto de factores que se prendem com a programação cultural, eventos de grande impacto e até a gastronomia. Com o crescente recurso ao marketing territorial, novas estratégias são trabalhadas, os recursos endógenos são valorizados e um novo pensamento recai sobre a cidade e as suas potencialidades turísticas. Juntamente com o marketing territorial, o planeamento estratégico da cidade constitui a ferramenta certa para desenvolver o turismo urbano e experimentar outras formas de levar a cidade enquanto produto ao consumidor cultural, nomeadamente através da valorização das dinâmicas dos seus espaços e da simbologia que encerram, das paisagens, dos sentimentos e das representações espaciais de valores culturais que suscitam. A chave para elevar a cidade às rotas internacionais do turismo já não é apenas o recurso sistemático à sua componente patrimonial através da classificação pela UNESCO, mas através de um novo olhar valorizando os espaços de memória da cidade, a simbologia e dinâmicas próprias que encerram, a componente sonora e visual numa valorização que extravasa o visível e o mensurável. ___In a time marked with globalization we realize that, as a consequence of its effect, the World can be seen as a place of unique characteristics. Each space, each place are valorized by its local specificities, by its unique characteristics and by a set of elements that form its cultural identity. Within the urban context and, mainly the cities with historical centers classified by UNESCO, see their heritage conquering interest near the touristic and leisure dinamics. Both heritage and tourism promote the development of a place. However this interaction ins’t not always pacific, sustainable and correctly planned. In order to cities launch themselves to the international routes of tourism, the heritage stamp of Humanity present itself as a essential characteristic and moreover the most wanted visit card. The promotional strategies that cities present focus mainly in the classification given to the historic center, in the architectonic heritage and in a set of factors that deal with cultural planning, great impact events and even gastronomy. Taken into account the growing appeal to territorial marketing, new strategies are worked, the endogenous resources are valorized and a new thought falls above the city and all its touristic potentialities. Together with the territorial marketing the strategic planning of the city constitute the accurate tools to develop urban tourism and to try new ways of leading the city, as a product, to the cultural consumer, namely through the valorization of the dinamics of its spaces and the simbology that they enclose, also through landscapes, feelings and spatial representations of cultural values that they raise. The key to take the city to the international routes of tourism is not only the sistematic appeal to its heritage component through the classification of UNESCO, but through a new look that valorizes the memory spaces of the city, the simbology and own dinamics that enclose both the sound and visual component in a valorization that overcomes the visible and the measurable. Dissertação de mestrado em História da Arte, Património e Turismo Cultural, apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
Document Type Master Thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Fernandes, João Luís Jesus
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Related documents


    Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia