Document details

Cirurgia axilar conservadora "versus" esvaziamento axilar no cancro invasivo in...

Author(s): Borges, Gustavo Tato Aguiar Pelicano cv logo 1

Date: 2009

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10316/14021

Origin: Estudo Geral - Universidade de Coimbra

Subject(s): Neoplasias da mama; Cirurgia


Description
Introdução: A cirurgia axilar é actualmente um importante factor de prognóstico para doentes com cancro da mama. Actualmente existem dois métodos para estadiamento da axila. O esvaziamento axilar, ao qual estão associadas grandes morbilidades, e a biopsia do gânglio sentinela, ao qual não devem estar associadas grandes morbilidades, visto a cirurgia ser menos invasiva. O objectivo do estudo foi comparar as morbilidades associadas à biopsia do gânglio sentinela e ao esvaziamento axilar nas doentes operadas por cancro da mama inicial, no Serviço de Ginecologia, entre os anos de 2001 e 2007. Métodos: O estudo comparou as morbilidades relacionadas com os dois métodos e a sua implicação na vida diária das doentes. Foram estudadas 160 doentes submetidas a biopsia do gânglio sentinela, agrupadas no grupo teste, e 159 submetidas a esvaziamento axilar, agrupadas no grupo controlo, por cancro da mama. Foram estudados os parâmetros dores, edema, parestesias e limitação dos movimentos do membro superior, baseados num questionário efectuado por telefone. Resultados: As doentes submetidas a biopsia do gânglio sentinela apresentaram menos queixas do que as submetidas a esvaziamento axilar. 46% das doentes do grupo teste apresentaram dores, 13% queixas de edema, 19% de parestesias, 17% de limitação de movimentos do membro superior homolateral e 30% de limitação nas actividades de vida diárias (AVD’s), enquanto que 45% das doentes do grupo controlo apresentaram queixas de dores, 33% de edema, 31% de parestesias, 19% de limitação de movimentos e 45% de limitação nas AVD’s. Em média, cada mulher do grupo teste permaneceu internada cerca de 4,3 dias após o procedimento cirúrgico (1 a 18 dias de internamento) e cada doente do grupo controlo ficou internada cerca de 6,1 dias (2 a 36 dias). Conclusão: Em face dos resultados obtidos, podemos afirmar que a biopsia do gânglio sentinela aparenta ser um método de estadiamento axilar com uma taxa inferior de efeitos secundários indesejados. Neste estudo, podemos observar uma diminuição do número de doentes com queixas no grupo teste. A biopsia do gânglio sentinela deve ser o método de eleição para doentes com cancro da mama inicial, sempre que clínica e radiologicamente a axila não apresente sinais de metastização linfática.No entanto, o esvaziamento axilar continua a ser uma ferramenta terapêutica importante, sempre que hajam sinais de metastização linfática axilar ou sempre que a probabilidade de metastização seja significativa. Dissertação de mestrado em Medicina apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Document Type Master Thesis
Language Portuguese
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Related documents


    Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia