Document details

Influência de exercícios de relaxamento na prevenção da fadiga neuromuscular do...

Author(s): Guedes, Camila Alexandra Freitas cv logo 1

Date: 2010

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10316/15289

Origin: Estudo Geral - Universidade de Coimbra

Subject(s): Fadiga muscular -- prevenção; Actividade neuromuscular; Lesão; Sistema músculo-esquelético; Electromiografia; Relaxamento muscular


Description
Introdução: Uma das consequências da automatização e da sociedade de informação tem sido a alteração das profissões. Actualmente, 75% dos postos de trabalho envolvem a utilização com maior ou menor frequência de computadores. No entanto os problemas relacionados com a segurança e saúde dos trabalhadores não reduziram, ao contrário, têm aumentado. Um desvio na postura do punho no plano de flexão / extensão pode ser um factor de risco para as desordens musculo-esqueléticas que afectam a mão e o punho. A existência de tarefas repetitivas e as pressões devidas a requisitos organizacionais, podem também ser responsáveis por stress no trabalho, lesões no sistema músculo-esquelético e diminuição da produtividade. A implementação de exercícios de alongamento durante as pausas de trabalho é de extrema importância devido aos vários benefícios que trazem para o nosso organismo, nomeadamente no aumento e na manutenção da elasticidade e flexibilidade dos músculos. Esta elasticidade e flexibilidade não só permitem que os músculos funcionem melhor como também lhes confere alguma protecção e resistência contra lesões. Objectivos: O objectivo deste estudo é verificar se exercícios de relaxamento dos músculos do punho e dedos durante as pausas no trabalho, promovem a diminuição da fadiga muscular do extensor comum dos dedos e do primeiro interósseo. Metodologia: A amostra é constituída por 12 indivíduos, 6 do sexo masculina e 6 do sexo feminino. Os indivíduos fazem parte integrante da população activa deste país e as idades estão compreendidas entre os 22 e os 49 anos. Possuem trabalhos sedentários tendo o computador como a sua principal ferramenta. Dividiu-se a amostra em dois grupos aleatoriamente, em que um realizou os exercícios no fim da primeira hora e o outro grupo realizou os exercícios no fim da segunda hora. Foi recolhido o sinal electromiográfico dos músculos extensores do punho e primeiro interósseo e analisados os valores de Root Mean Square (RMS) relativamente ao Pico Máximo da Actividade (PMA) e da Mean Power Frequency (MPF) dos 0-5 minutos, dos 20-25 minutos e dos 40-45 min das três horas da realização da tarefa. Resultados: Os resultados apenas foram significativos para os valores do RMS nos 5min da segunda hora comparativamente com os da terceira hora do músculo primeiro interósseo. Conclusões: A realização dos exercícios de relaxamento, durante a pausa não influenciou significativamente a tarefa. Mas os exercícios de relaxamento, são úteis durante as pausas no trabalho com computadores, porque aumentam a velocidade de condução nervosa dos músculos primeiro interósseo e extensores do punho. Introduction: One of the consequences of the automatization and the society of information has been the alteration of the professions. Currently, 75% of the work ranks involve the use with more or less frequency of computers. However the problems related with the security and health of the workers had not reduced,in contradition, have increased. A shunting line in the position of the Wrist in the flexion/extension plan can be a factor of risk for the muscle-esqueletics disorders that affect the hand and the wrist. The existence of repetitive tasks and the pressures due the organizational requirements, can also be responsible for stress in the work, injuries in the muscle-esqueletics system and reduction of the productivity. The implementation of allonge exercises during the pauses of work is of extreme importance due to the some benefits that bring for our organism, nominated in the increase and the maintenance of the elasticity and flexibility of the muscles. This elasticity and flexibility not only allow that the muscles function as well as confer them better some protection and resistance against injuries. Objectives: The purpose of this study is to verify if exercises of relaxation of the muscles of the wrist and fingers during the pauses in the work, promote the reduction of the muscular fatigue of the common extensor of the fingers and the first interosseous. Methodology: The sample is constituted by 12 individuals, 6 of masculine sex and 6 of the feminine sex. The individuals are integrant part of the active population of this country and the ages are understood between the 22 and 49 years. They have sedentary works and having the computer as its main tool. It was divided randomly sample in two groups, one group carried through the exercises in the end of the first hour and the other group carried through the exercises in the end of the second hour. The electromyographic signal of the muscles extensores of the fist and first interósseo was collected and analyzed the values of Root Mean Square (RMS) relatively to Peak Maximum of Activity (PMA) and Mean Power Frequency (MPF) of the 0-5 minutes, the 20-25 minutes and the 40-45 min of the three hours during the task. Results: The results had only been significant for the values of the RMS in 5min of second hour comparatively with the ones of the third hour of the first interosseous muscle. Conclusions: The accomplishment of the relaxation exercises, during the pause did not influence the task significantly. But the relaxation exercises are useful during the pauses in the work with computers, because they increase the velocity of nervous conduction of the first interosseous muscles and extensores of the wrist. Dissertação de mestrado em Biocinética do Desenvolvimento, apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Fisica da Universidade de Coimbra
Document Type Master Thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Tavares, Paula Cristina Vaz Bernardo; Ribeiro, Carlos Alberto Fontes
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo