Detalhes do Documento

O pensamento moral e político de Newton de Macedo

Autor(es): Baptista, Pedro Luís da Rocha cv logo 1

Data: 2006

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10216/19021

Origem: Repositório Aberto da Universidade do Porto

Assunto(s): Filosofia


Descrição
No contexto de uma reforma do ensino universitário da filosofia e no seguimento do movimento "Renascença Portuguesa" é constituída, entre grande controvérsia, em 1919, uma nova Faculdade de Letras inserida na Universidade do Port, orientada por um sentido renovador e modernizador da filosofia e das letras, rejeitando a tradição escolástica tomista, mas também o cientismo positivista. O grande animador é o filósofo de obra firmada, Leonardo Coimbra, ministro que decreta a fundação da Faculdade e que vai ser seu director. A seu lado, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, ficará um jovem professor de filosofia , Francisco Newton de Macedo, autor de uma obra diversificada, da história à psicologia, cujo pensamento moral e político é o objectivo central da dissertação. O pensamento de Newton de Macedo insere-se na tendência geral de superação do positivismo das correntes neo-criticistas ou neo-idealistas patenteadas por Hamelin, Renouvier, H. Poincaré ou Boutroux, mas é marcado também pela influência dos primeiros textos de Bergson e pelas obras de Gentille e Pareto, tendo como pano de fundo as contribuições mais actuais da história clássica, sociologia, antropologia e psicologia de Durkheim , Max Webber ou Leuba.(...)
Tipo de Documento Tese de Doutoramento
Idioma Português
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Documentos Relacionados