Document details

As Crianças, quando os pais bebem : Estudo em crianças do ensino básico

Author(s): Moreira, Rui Augusto cv logo 1

Date: 2001

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10216/9544

Origin: Repositório Aberto da Universidade do Porto


Description
Os filhos de alcoólicos, nascem e crescem numa família em que o álcool pode determinar um conjunto de adaptações decorrentes da irregularidade de comportamentos de um dos seus membros, mais habitualmente o pai. Apresentam frequentemente sintomas psicopatológicos, nomeadamente, hiperactividade, perturbações do comportamento, consumo precoce de álcool e outras substâncias, disfunções cognitivas, problemas de aprendizagem, sintomas de ansiedade e depressão, quando comparados com filhos de não alcoólicos. Os problemas familiares desencadeadores de stress, desde os conflitos conjugais, às consequências da alcoolização, sejam sociais ou económicas, parecem favorecer o aparecimento destas perturbações na descendência, contudo as correlações entre alcoolismo parental e a psicopatologia infantil não são espúrias. Tendo por objectivo estudar as possíveis diferenças entre filhos de alcoólicos e de não alcoólicos, nas variáveis antropométricas, nas dimensões cognitiva (rendimento escolar e aptidões intelectuais), vivências de sofrimento (nomeadamente sintomatologia depressiva e ansiosa) e repercussões ao nível relacional, foram avaliadas, numa Escola do ensino básico de Vila do Conde, 170 crianças de ambos os sexos, de idades compreendidas entre os 6 e os 11 anos, 60 das quais filhas de alcoólicos, 30 filhas de bebedores excessivos e 80 controlos, sendo utilizada uma bateria de instrumentos para avaliação psicométrica.Foi possível verificar neste universo, que os filhos de alcoólicos consumiam bebidas alcoólicas mais cedo, tinham menos peso e altura, bem como menor índice de massa corporal do que os filhos de não alcoólicos. As crianças da amostra apresentavam ainda, significativamente, mais reprovações e menores performances nas aptidões intelectuais. Também de um modo significativo se verificou que estas crianças tinham mais sintomatologia depressiva e ansiosa. No desenho da família, pôde constatar-se, de modo significativo, que as crianças filhas de alcoólicos não desenha ... Dissertação de Mestrado em Medicina apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade do Porto
Document Type Master Thesis
Language Portuguese
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Related documents

No related documents

    Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia