Document details

Os antecedentes motivacionais das emoções de vergonha e culpa

Author(s): Maia, Ana Rita Azeredo Vasconcelos Moreira cv logo 1

Date: 2009

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10451/2138

Origin: Repositório da Universidade de Lisboa

Subject(s): Psicologia das emoções; Vergonha; Culpa; Teses de mestrado - 2009


Description
Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2009 As emoções de Vergonha e Culpa são emoções negativas, que causam sofrimento intrapsíquico e surgem frequentemente no contexto psicoterapêutico. Investigação recente mostrou que são emoções distintas e que têm implicações diferentes na psicopatologia, surgindo a Culpa como a emoção mais benéfica e a Vergonha associada a comportamentos evitantes e defensivos. As diferentes implicações para a psicopatologia prendem-se com o diferente foco no comportamento (Culpa) ou no self (Vergonha). Torna-se então importante averiguar a causa desta diferente ênfase no comportamento ou no self. Uma possível explicação para esta diferente ênfase no self ou no comportamento prende-se com o grau de internalização das motivações, tal como postulado pela teoria da auto-determinação. Assim, neste estudo colocam-se as seguintes hipóteses: a) quando o indivíduo percepciona em si próprio uma violação de uma regra, valor ou principio que tem mais internalizado (motivação autónoma) sentirá Culpa; b) quando o indivíduo percepciona em si próprio uma violação de uma regra, valor ou princípio que tem apenas parcialmente internalizado (motivação controlada) sentirá Vergonha. Os resultados obtidos neste estudo apoiam as hipóteses colocadas. Foi então possível verificar que existe uma relação entre a emoção de Vergonha e a motivação controlada e uma relação entre a emoção de Culpa e a motivação autónoma. Tendo em conta os componentes desadaptativos da Vergonha, seria benéfico realizar intervenções cognitivas, no processo psicoterapêutico, com o objectivo de transformar reacções de Vergonha em reacções adaptativas de Culpa. Isto torna-se possível promovendo estilos de motivação mais autónomos, ou seja, através da internalização de valores. The emotions of shame and guilt are negative emotions that cause intrapsychic pain and emerge frequently in psychotherapy contexts. Recent research demonstrates that these are distinct emotions with different implications for psychopathology. Guilt is a more beneficial emotion, while shame is associated with avoiding and defensive behaviour. The different implications to psychopathology are linked to a different focus on behaviour (guilt) or on the self (shame). It would be important to know the cause of this different focus on the self or on the behaviour. A possible explanation for this different focus on the self or on the behaviour is related to the degree of internalization of motivations, like postulated in self-determination theory. Therefore, in this study the following hypotheses are put forth: a) when an individual perceives him/herself as having violated a rule, value or principle that he/she has more internalized (autonomous motivation) he/she will feel guilt; b) when an individual perceives him/herself as having violated a rule, value or principle that he/she has only partially internalized (controlled motivation) he/she will feel shame. The results of this study support these hypothesis. A relationship between the emotion of guilt and autonomous motivation, and one between the emotion of shame and controlled motivation, were found. Considering the maladaptive components of shame, it would be beneficial to employ cognitive interventions, in the psychotherapy process, with the goal of transforming reactions of shame into adaptive reactions of guilt. This can be achieved by promoting more autonomous motivations, that is, through the internalization of values.
Document Type Master Thesis
Advisor(s) Moreira, João Manuel, 1964-
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Related documents