Document details

Genealogia do desejo : a influência da satisfação conjugal no estabelecimento d...

Author(s): Lopes, Susana Raquel do Vale cv logo 1

Date: 2009

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10451/2150

Origin: Repositório da Universidade de Lisboa

Subject(s): Relação mãe-criança; Satisfação conjugal; Parentalidade; Teses de mestrado - 2009


Description
Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2009 A satisfação conjugal é considerada uma fonte privilegiada de bem-estar, contribuindo de um modo significativo para a felicidade individual. A vivência da conjugalidade vai ainda ser importante na forma como o casal gere a transição para a parentalidade, nomeadamente para a mulher. Desta forma, uma conjugalidade positiva surge como contentora para a futura mãe, permitindo-lhe desenvolver o seu papel materno. Surge, igualmente, enquanto facilitadora do bonding, isto é, do envolvimento emocional materno face ao bebé. O presente estudo tem, deste modo, como objectivo a compreensão da influência da satisfação conjugal, tal como percebida pela mulher, no estabelecimento do bonding na relação precoce mãe-bebé. A hipótese elaborada vai no sentido de que um maior nível de satisfação conjugal pré-natal terá uma influência positiva e significativa em termos do posterior estabelecimento do bonding na relação mãe-bebé. Para a testagem desta hipótese, procedeu-se à aplicação da Escala de Avaliação da Satisfação em Áreas da Vida Conjugal (EASAVIC) a uma amostra de 20 participantes, durante o último trimestre de gravidez, de modo a avaliar o nível de satisfação conjugal. Sendo que cerca de 4 semanas após o parto, procedeu-se à aplicação da Escala de Ligação Mãe-Bebé (ELMB), um questionário de bonding elaborado para este estudo. Os dados obtidos não permitem a confirmação da hipótese formulada, no entanto, são discutidos os resultados, bem como as limitações do estudo. Propõem-se ainda direcções para investigação futura neste domínio. Marital satisfaction is considered to be a privileged source of well-being, contributing to individual happiness in a significant way. The manner in which the couple experience their conjugality will also be important in how they'll manage the transition to parenthood, namely for the woman. Therefore, a positive conjugality appears as container for the future mother, allowing her to develop her maternal role. It also appears as facilitating to the bonding process, that is, the maternal emotional involvement towards the baby. In this way, the present study has the objective of comprehending the influence of marital satisfaction, as perceived by the woman, on the establishment of bonding in the mother-baby relationship. The formulated hypothesis sustains that a greater level of pre-natal marital satisfaction will have a positive and significant influence on the later establishment of bonding in the mother-baby relationship. For the testing of the hypothesis, the Satisfaction in Areas of Marital Life Evaluation Scale (EASAVIC) was applied to a sample of 20 participants, during the last trimester of pregnancy, to assess their level of marital satisfaction. About 4 weeks after childbirth, the Mother-Baby Bonding Scale (ELMB), a bonding questionnaire elaborated for this study, was also applied. The obtained data doesn't allow the confirmation of the formulated hypothesis. However, a discussion of the results ensues, as well as the limitations of the study. Directions for further research are also proposed.
Document Type Master Thesis
Advisor(s) Justo, João Manuel Rosado de Miranda, 1958-
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

    Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia