Document details

A qualidade de vida em idosos em diferentes contextos habitacionais : a perspec...

Author(s): Ferreira, Anna Lúcia Cordeiro Baptista Martins cv logo 1

Date: 2009

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10451/2156

Origin: Repositório da Universidade de Lisboa

Subject(s): Idosos institucionalizados; Qualidade de vida - Portugal; Psicologia da saúde; Teses de mestrado - 2009


Description
Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia Cínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia da Saúde e da Doença), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2009 A presente investigação debruçou-se sobre a qualidade de vida em idosos em diferentes contextos habitacionais, tendo-se estudado diferentes subgrupos de idosos, designadamente idosos institucionalizados, idosos frequentadores de Centro de Dia e idosos residindo na comunidade sem estarem associados a qualquer instituição, por sua vez residentes em meio rural, suburbano e urbano. Trata-se de um estudo exploratório e correlacional com comparação entre grupos. O objectivo principal é estudar a influência do contexto habitacional dos idosos na sua qualidade de vida: por um lado, pretendeu-se analisar a influência do meio (rural, suburbano e urbano) onde habita o idoso; e por outro, a influência do facto de estar institucionalizado, frequentar Centro de Dia ou residir na comunidade sem estar associado a qualquer instituição. Pretendeu-se ainda analisar se existem diferenças significativas entre a percepção que os idosos têm da sua qualidade de vida e a percepção que os cuidadores desses idosos têm da qualidade de vida destes. Foi utilizada a versão portuguesa do WHOQOL-BREF instrumento de avaliação da qualidade de vida (desenvolvido pela OMS) e uma ficha de caracterização sócio-demográfica e clínica. Há diferenças entre a perspectiva dos idosos e de seus cuidadores relativamente à qualidade de vida social. Quanto ao contexto habitacional, apenas existem diferenças relativamente ao meio, com os idosos de meio rural e suburbano a perspectivarem a qualidade de vida social de forma mais positiva que os idosos de meio urbano. This research is about the quality of life standards of elderly people in different housing context, analyzing groups and sub-groups, such as institutionalized aged, Daycare users and those who live in the community without being members of any institution, either in the rural, suburban or urban area. It is an exploratory-correlational study that compares the groups. The aim of this study is to analyze the influence of the housing context in the quality of the living standards of the elderly: the influence of the environmental factor (urban, suburban and rural area) where the elderly live and the influence of another factor such as of being institutionalized, of using the Daycare or of living in thecommunity without being a care receiver. The elderly perception of his own quality of life standard was compared to that of his caregiver to see if there were meaningful differences. The Portuguese version of the WHOQOL-BREF (developed by the WHO) was the evaluation tool for the quality of life standards as well a socio-demographic and clinical characterization form. The elderly and their caregivers have different perceptions in what concerns the quality of social life. Regarding the housing context, there are only differences related to the living areas. Those who live in rural and suburban areas have a more positive approach to the quality of the social life than those in urban areas.
Document Type Master Thesis
Advisor(s) Fradique, Fernando Carlos Sepúlveda Afonso, 1957-
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

    Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia