Document details

Efectividade da intervenção multidisciplinar em cuidados paliativos

Author(s): Fradique, Emília Maria da Silva, 1964- cv logo 1

Date: 2010

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10451/2692

Origin: Repositório da Universidade de Lisboa

Subject(s): Cuidados paliativos; Efectividade; Qualidade de vida; Assistência paliativa; Teses de mestrado - 2010


Description
Este estudo pretende determinar, de que modo uma equipa intrahospitalar de suporte em cuidados paliativos(EIHSCP) pode melhorar alguns aspectos da qualidade de vida do doente oncológico, seja num seguimento em internamento hospitalar ou em consulta externa. Foram utilizados dois instrumentos - o Palliative Outcome Scale (POS) e a escala de avaliação de sintomas de Edmonton (ESAS) - em dois momentos diferentes, antes da intervenção da EIHSCP e 10 dias após a sua intervenção. O estudo decorreu no CHLN, Hospital de Santa Maria. A amostra foi composta de 37 doentes oncológicos, a qual por motivo de falecimento no decorrer do estudo, foi reduzida para 25 doentes. Estes 25 doentes são na sua maioria mulheres (56%), sendo a maioria cuidada no domicílio (76%), com cuidador efectivo em cerca de 96% dos casos. Como motivo de referenciação à equipa destaca-se a associação de vários motivos (dor, dispneia, apoio psicológico, apoio social) em 48%, dor em 32%, continuidade de cuidados em 16% e outros sintomas em 4%. Relativamente ao Estado Funcional, medido pelo ECOG e pelo Índice de Karnofsky não houve diferenças no grau de capacidade funcional nos dois momentos, apresentando a amostra uma oscilação entre os graus 2 e 3 do ECOG. Com relação ao Índice de Karnofsky, a amostra manteve-se aproximadamente na média de 50%. Verificou-se como resultados, melhoria nos aspectos sintomáticos relacionados com a dor, o apetite e a depressão. Quanto a outros aspectos, houve evidentes alterações significativas nos aspectos relacionados com a importância de vida para o doente, a ansiedade da família e no score total do POS, que reflecte na globalidade uma melhoria significativa nos aspectos gerais da qualidade de vida para o doente. Perante a abordagem em consulta externa, na população do estudo de 19 doentes, o estudo demonstrou melhorias no score total do POS, depressão, apetite, importância de vida para o doente e a ansiedade da família, enquanto que aos 6 doentes seguidos em internamento hospitalar, apenas se melhorou o apetite. Em conclusão, podemos dizer que nesta população, a EIHSCP melhorou aspectos da qualidade de vida dos doentes oncológicos, acompanhados por esta equipa. This study aims to determine how a team-hospital support in palliative care can improve some aspects of quality of life of cancer patient follow-up is a hospital or an outpatient. We used two instruments - the Palliative Outcome Scale (POS) and rating scale of symptoms of Edmonton (ESAS) - at two different times before the intervention of EIHSCP and 10 days after the intervention of EIHSCP. The study took place in CHLN, Hospital de Santa Maria. The sample consisted of 37 cancer patients, which by reason of death during the study, was reduced to 25 patients. These 25 patients are mostly women (56%), and most cared for at home (76%), with caregiver effective in about 96% of cases. The reason for referral to the team stands combination of various reasons (pain, dyspnoea, psychological, social support) in 48%, pain in 32%, continuity of care in 16% and other symptoms in 4%. As for the Functional Level, measured by the ECOG and Karnofsky Performance Status Index was no difference in the degree of functional capacity in two stages, with the sample an oscillation between grades 2 and 3 of the ECOG. With regard to the Karnofsky Index, the sample remained approximately the average of 50%. It was as a result improvements in aspects related to symptomatic pain, appetite and depression. In other respects, there were significant changes evident in the aspects related to the importance of life for the patient, the anxiety of the family and in total POS score reflecting an overall improvement in the general aspects of quality of life for the patient. Given the approach to external consultation, the study population of 19 patients, the study showed improvements in total score from the POS, depression, anger, the importance of life for the patient and family anxiety, whereas the 6 patients followed in hospital, only improved the appetite. In conclusion we can say that in this population EIHSCP improved aspects of quality of life of cancer patients followed by this team. Tese de mestrado, Cuidados Paliativos, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2010
Document Type Master Thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Barbosa, António, 1950-; Gaspar, Filomena
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Related documents