Document details

Práticas de recursos humanos, percepção de cumprimento do contrato psicológico ...

Author(s): Lopes, Silvia Pereira cv logo 1

Date: 2011

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10451/4420

Origin: Repositório da Universidade de Lisboa

Subject(s): Recursos humanos - Portugal; Contrato psicológico; Trabalho temporário; Trabalho permanente; Teses de mestrado - 2011


Description
Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011 Com a crescente utilização do trabalho temporário como forma alternativa de emprego, surge a necessidade de perceber em que medida esta forma de trabalho pode diferir do trabalho permanente em relação a variáveis que têm sido identificadas como importantes para as organizações. No presente estudo de design correlacional, foram estudadas as relações entre as práticas de recursos humanos, a percepção de cumprimento do contrato psicológico e a implicação afectiva com uma amostra de trabalhadores temporários (N=78) e trabalhadores permanentes (N=196) a trabalhar numa mesma organização do ramo da indústria electrónica, em Portugal. Os resultados obtidos permitiram verificar, como previsto, que independentemente do regime de trabalho (temporário ou permanente), a relação entre as práticas de recursos humanos e o cumprimento do contrato psicológico e a relação entre a percepção do cumprimento do contrato psicológico e a implicação afectiva é positiva e significativa. Ao contrário do esperado, os resultados não suportaram a hipótese da percepção de cumprimento do contrato psicológico como possível variável mediadora da relação entre as práticas de recursos humanos e a implicação afectiva tanto para os trabalhadores temporários como para os trabalhadores permanentes. Os resultados deste estudo permitem concluir que embora o trabalho temporário possa ser associado a uma forma menos positiva de emprego, na verdade este regime de trabalho encontra resultados entre as variáveis estudadas, seguindo o mesmo sentido, comparativamente com os trabalhadores permanentes. With the increasing use of temporary work as an alternative form of employment, it is necessary understand the extension of how much this kind of work may differ from permanent work in relation to other variables that have been identified as important to organizations. In this correlational study design, we studied the relationship between the human resource (HR) practices, the perception of psychological contract (PC) fulfillment and affective commitment with a sample of temporary employees (N = 78) and permanent employees (N = 196) that work in the same Portuguese company of the electronic industry. The results showed that, as expected, regardless of what type of work (temporary or permanent), the relationship between the human resource practices and perceived of psychological contract fulfillment and affective commitment is positively and significant. Contrary to expectations, the results did not support the mediation hypothesis of psychological contract fulfillment of the relationship between the human resource practices and affective commitment for both temporary workers as for permanent employees. The results of this study showed, that although the temporary employment can be associated with a less positive employment, the relationship between variables studied were similar from temporary and permanent workers.
Document Type Master Thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Chambel, Maria José, 1962-
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

    Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia