Document details

A ocupação pré-romana da foz do Estuário do Tejo durante a segunda metade do 1º...

Author(s): Sousa, Elisa Rosa Barbosa de, 1981- cv logo 1

Date: 2011

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10451/4508

Origin: Repositório da Universidade de Lisboa

Subject(s): Idade do Ferro - Portugal; Escavações arqueológicas - Estuário do Rio Tejo (Lisboa, Portugal); Cerâmica; Teses de doutoramento - 2011


Description
Tese de doutoramento, História (Arqueologia), Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2011 Esta dissertação tem como objectivo o estudo da ocupação da Idade do Ferro do Estuário do Tejo durante a segunda metade do 1º milénio a.C. A base empírica em que assentou é constituída por conjuntos artefactuais concretos, na sua grande maioria cerâmicos, provenientes de diversas escavações e outros trabalhos arqueológicos realizados na área urbana de Lisboa (Rua dos Correeiros), no concelho da Amadora (Moinho da Atalaia Oeste, Baútas, Moinhos do Filipinho, Casal de Vila Chã Sul, Fiat – Alfragide, Alfragide Segundo Sul) e no concelho de Sintra (Santa Eufémia, Castelo dos Mouros, “Sepultura do Rei Mouro”). Com a análise pormenorizada destes conjuntos, procurou-se sistematizar o repertório formal da cultura material das comunidades que habitaram este território, atendendo, naturalmente, às divisões, por categorias, dos próprios espólios, distinguindo-se, assim, as ânforas, a cerâmica de engobe vermelho, a cerâmica cinzenta e a cerâmica comum. A leitura destes elementos, e o seu cruzamento com outros dados provenientes dos diversos sítios arqueológicos da Idade do Ferro localizados no Estuário do Tejo, permitiram esboçar uma nova leitura sobre a organização deste espaço durante o 1º milénio a.C. As características dos artefactos estudados e a sua dispersão tornou possível individualizar esferas concretas de cariz cultural que possibilitaram discutir a dinâmica da ocupação do território durante a Idade do Ferro. The primary objective of this dissertation is the study of the Iron Age occupation of the Tagus Estuary during the second half of the 1st millennium b.C. It´s foundation is the analysis of specific artifacts, gathered through various excavations and other archaeological works that took place in Lisbon´s urban area (Rua dos Correeiros), Amadora (Moinho da Atalaia Oeste, Baútas, Moinhos do Filipinho, Casal de Vila Chã Sul, Fiat – Alfragide, Alfragide Segundo Sul) and Sintra (Santa Eufémia, Castelo dos Mouros, “Sepultura do Rei Mouro”). Based on these studies, we tried to systematize the morphological repertoire of the cultural artifacts of the communities that inhabited that territory, considering, naturally, the categorical divisions of the ceramic sets, namely, the amphorae, the red slip ware, the gray ware and the common ware. The interpretation of this data, and the cross-reference with other information available from other archaeological sites located in the Tagus Estuary, allowed to outline a new scenery on the internal organization of this area during the 1st millennium b.C.Based on the characteristics of the artifacts and in its distribution range, we were able to individualize specific cultural areas that allow the discussion of the dynamics of the territorial occupation during the pre-roman occupation.
Document Type Doctoral Thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Arruda, Ana Margarida, 1955-; Escavações arqeuológicas - Estuário do Rio Tejo (Lisboa, Portugal)
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo