Document details

O uso do habitat por morcegos em sistemas naturais e agroflorestais na savana b...

Author(s): Pina, Sónia Marisa Soares, 1983- cv logo 1 ; Meyer, Christoph cv logo 2 ; Zortéa, Marlon cv logo 3

Date: 2011

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10451/4651

Origin: Repositório da Universidade de Lisboa

Subject(s): Impacto ambiental; Morcegos; Savana; Bioindicadores; Eucalipto; Brasil; Teses de mestrado; 2011


Description
O processo de conversão de sistemas naturais em áreas para pastagens, agricultura e silvicultura no Brasil tem sido cada vez mais acelerado e são poucos os estudos que abordam o impacto destas transformações nas comunidades de morcegos. Visando contribuir neste aspecto, realizou-se entre Dezembro de 2010 e Abril de 2011 capturas com redes de neblina mensalmente, durante cinco meses, em oito fragmentos de dois tipos de habitat: 4 plantações de eucalipto (Eucalyptus) e 4 fragmentos de floresta semidecidual no Cerrado brasileiro, para avaliar as diferenças de diversidade e abundância e testar o efeito das características da paisagem e variáveis locais nas comunidades de morcegos. Dos 209 indivíduos capturados 75 foram em fragmentos de eucalipto e 134 em áreas de floresta nativa. Destes, 90% eram frugívoros e 97% pertencentes à família Phyllostomidae. A espécie mais capturada foi Carollia perspicillata (92 indivíduos) seguida por Artibeus planirostris (39) e Platyrrhinus lineatus (21). As áreas nativas apresentaram uma maior riqueza de espécies, menor dominância e maior diversidade e equitabilidade comparativamente às plantações de eucalipto. Além disso, áreas florestadas apresentam uma fauna mais completa e com espécies mais sensíveis como alguns morcegos da subfamília Phyllostominae. Através da ordenação não métrica multidimensional (NMDS) verificou-se uma fraca separação entre os habitats amostrados embora uma análise de similaridades (ANOSIM) indicou uma ausência de diferenças significativas na composição de espécies. A proporção de cobertura florestal (Cerrado e Eccalyptus) foi a única variável de paisagem com influência significativa na composição de espécies. Pelo contrário, a composição de espécies não apresenta qualquer relação com as distâncias geográficas entre os fragmentos florestais. Aplicando o modelo linear generalizado de efeitos mistos (GLMM), para as três espécies com maior abundância, verificou-se que o factor Habitat teve influência apenas na abundância de Artibeus planirostris, a espécie mais abundante em Cerrado. Os resultados demonstram o empobrecimento das comunidades de morcegos em plantações de eucalipto e a necessidade de se perceber a resposta de cada espécie a esta conversão do habitat nativo. The conversion of natural systems into areas for cattle grazing, agriculture, and silviculture in Brazil has been increasing rapidly, and there are few studies on the impact of these changes on bat assemblages. Aiming to contribute towards filling this gap, I compared bat assemblages in semideciduous forest fragments in Brazilian Cerrado with those of eucalyptus plantations (Eucalyptus sp.). Specifically, I assessed differences in species richness, diversity, abundance, and species composition between habitat types and evaluated bat responses with respect to a variety of landscape characteristics and local-scale variables. For this, I sampled bats with mist nets in 4 replicates each of eucalyptus plantations and fragments of native Cerrado over the course of 5 months, between December 2010 and April 2011. Of the total of 209 individuals captured, 75 were caught in eucalyptus fragments and 134 in native forest areas. Of these, 90% were frugivores and 97% belonged to the family Phyllostomidae. The most frequently captured species were Carollia perspicillata (92 individuals) followed by Artibeus planirostris (39) and Platyrrhinus lineatus (21). Native areas had greatest species richness, lower dominance and greatest diversity and evenness compared to eucalypt plantations. Gleaning animalivorous species of the subfamily Phyllostominae seem to be most sensitive to plantation forests as they were not captured in this habitat. Non-metric multidimensional scaling (NMDS) indicated no strong separation between habitats types and there were no significant differences in species composition based on an analysis of similarities (ANOSIM). The proportion of forest cover (both Cerrado and Eucalyptus) in the landscape was the only landscape-scale variable which had a significant influence on species composition. In contrast, species composition was unrelated to geographical distance between forest fragments. A generalized linear mixed effects model (GLMM) for the three most abundant species only showed significant differences in abundance for Artibeus planirostris, the species being more abundant in native Cerrado. This results highlights the impoverishment of bat assemblages in eucalypt plantations and how is important understand the bat sepecies-specific responses to this native habitat conversion. Tese de mestrado. Biologia (Ecologia e Gestão Ambiental). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011
Document Type Master Thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Meyer, Christoph; Zortéa, Marlon
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo