Document details

A satisfação profissional dos higienistas orais no exercício da profissão

Author(s): Santos, Inês Duarte Silva Oliveira Pinto de Oliveira cv logo 1

Date: 2008

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.2/734

Origin: Repositório Aberto da Universidade Aberta

Subject(s): Sociologia da saúde; Comunicação em saúde; Saúde oral; Higienista oral; Realização profissional; Satisfação; Dental hygienist; Health communication; Work satisfaction


Description
Dissertação de Mestrado em Comunicação em Saúde apresentada à Universidade Aberta Resumo - A profissão de Higienistas Orais (HO) nasceu no princípio do século XX nos Estados Unidos e depressa se estendeu à Europa. Em Portugal o curso teve início há 20 anos e praticamente nada foi publicado sobre ele. O objectivo primário dos HO é a prevenção de doenças que afectam a saúde oral e a promoção de estratégias que visam melhorar a saúde oral, estando por isso intrinsecamente ligados à área da comunicação em saúde. A satisfação destes profissionais com o trabalho e o reconhecimento dos factores que poderão contribuir para essa satisfação poderá ajudar a analisar a situação actual em que os HO vivem em Portugal e compará-los com as realidades vividas nos outros países. A sua auto-crítica em relação à formação académica recebida poderá igualmente auxiliar na redefinição dos planos curriculares que estão actualmente em alteração devido à integração deste curso numa licenciatura. De modo a avaliar estes aspectos foi conduzido um inquérito por questionário que visava abranger os 298 HO formados na Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa. Foi enviado um questionário via email a 231 HO com uma taxa de resposta de 72,7%, correspondendo a 55,7% da totalidade da população. 80,7% dos respondentes eram do sexo feminino, apenas 13,3% tinham mais de 40 anos e 54,2% não tinham equivalência ao grau de bacharel. 63,1 % dos HO desempenhava funções em mais do que um local, 90,7%% desempenhava pelos menos alguma actividade clínica e 76% tinha um horário a full-time. A formação académica foi avaliada muito positivamente especialmente nas áreas de clínica e de comunidade. 94% da amostra considerou-se satisfeita a muito satisfeita com o trabalho, especialmente os profissionais com mais de 40 anos, os que tinham filhos e os que se formaram nos cursos até 93. Dos aspectos mais significativos para a satisfação realça-se a relação com os pacientes, uma supervisão adequada, a diversidade de actividades, o reconhecimento da profissão por outras pessoas e pelo próprio, a possibilidade de realizar um trabalho de boa qualidade, autoridade e responsabilidade suficientes e tempo para discutir trabalho com outros colegas. Consideraram pouco satisfatória a remuneração. Comparativamente com os outros países verifica-se um número superior de profissionais do sexo masculino e um maior número de actividades na área da comunidade. A satisfação geral é ligeiramente superior e os respondentes estavam, de um modo geral, mais satisfeitos com a diversidade de tarefas, não referiam problemas de pressão do tempo e não apresentavam queixas físicas resultantes do trabalho. Apesar das limitações metodológicas deste trabalho pode-se traçar um perfil, ainda que incompleto, da profissão em Portugal e compará-lo com os outros países. Com os novos desafios que agora se impõe na área da saúde, as novas tecnologias, a mobilização dos profissionais no espaço europeu e as alterações curriculares que se introduziram no curso seria interessante conduzir novos estudos sobre esta temática para se poder ir acompanhando as mudanças e as percepções destes profissionais Abstract - The dental hygiene profession had its origin in the beginning of the XX century in the United States and soon was introduced in Europe. In Portugal the program began 20 years ago and almost nothing has been published about this profession. The primary goal of dental hygienists (DH) is to prevent oral health diseases and promote strategies for a better oral health. Without health communication this cannot be achieved. Work satisfaction and recognition of the factors that contribute to it may help to identify the actual situation of DH in Portugal and compare them to other countries. Self-critics to academic education can help to redefine DH curriculum which is presently being changed to a bachelor degree. In order to evaluate work satisfaction a survey was conducted for the all the 298 DH graduated from the University of Lisbon Dental School. Questionnaires were sent by email. A response rate of 72,7% resulted in a sample of 55,7% of the total population. 80,7% of the respondents were female, only 13,3% had more than 40 years old and 54,2% didn’t have a baccalaureate degree. 63,1% of the DH worked in more than one place, 90,7% had at least some clinic activity and 76% had a full-time schedule. The academic education was rated positively in respect to clinic and community areas. 94% of the sample was very satisfied or satisfied with their work, specially the older DH, those with parental responsibilities and those who had graduated from earlier courses. Factors related to work satisfaction were patient relations, adequate supervision, variety of activities, self-recognition and recognition from others of the profession, opportunity to do a good job, enough authority and responsibility, and time to discuss work with colleagues. Only remuneration was not satisfactory. Comparatively with other countries this study demonstrated a higher number of male professionals and more community activities being done. The degree of work satisfaction was higher comparatively and the usual unsatisfactory factors like, lack of diversity in activities, time pressure and physical complaints about the job weren’t relevant. Despite several methodological limitations it was possible to determine an exploratory profile of the DH in Portugal and compare it with data from other countries. In the near future, it would be interesting to know how this profession is going to adapt to the new challenges of health policies, new technologies, free mobilization of professionals throughout the European Union and the curriculum changes introduced in the DH course
Document Type Master Thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Carmo, Hermano
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Related documents