Detalhes do Documento

Layout urbano em função da eficiência energética dos edifícios

Autor(es): Almeida, Manuela Guedes de cv logo 1 ; Bragança, L. cv logo 2 ; Mendes, José F. G. cv logo 3 ; Silva, Sandra Monteiro cv logo 4

Data: 2004

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/1822/2286

Origem: RepositóriUM - Universidade do Minho

Assunto(s): Comportamento energético; Edifícios


Descrição
Em termos energéticos, o consumo de energia no sector dos edifícios representa 22% da energia final consumida em Portugal. Apesar de estar longe dos 40% da média comunitária, este consumo tem aumentado preocupantemente a uma taxa de 7.5% ao ano. O consumo de energia nos edifícios aumentou 31% na última década. Este número corresponde a um consumo de energia (e à consequente emissão de CO2) equivalente a 3.5 milhões de toneladas de petróleo. Um dos actuais objectivos da Comissão Europeia consiste em, até 2010, reduzir em 20% o consumo de energia primária no parque habitacional urbano. O comportamento energético dos edifícios urbanos torna-se, deste modo, um alvo de análise e de intervenção prioritário. Grande parte dos factores que afectam o comportamento energético dos edifícios está directamente relacionada com o “layout” urbano adoptado em cada cidade. O modo como os edifícios são implantados no terreno e a própria forma do edifício, têm consequências energéticas significativas para as quais os técnicos têm que estar alertados. É neste sentido que surge este trabalho numa tentativa de fornecer aos técnicos do planeamento urbano elementos que permitam fazer uma análise objectiva das consequências energéticas das diversas opções tomadas.
Tipo de Documento Parte ou capítulo de livro
Idioma Português
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Documentos Relacionados