Document details

Ideias de professores sobre a utilização de fontes dos manuais de História : um...

Author(s): Costa, Maria Alice Alves da cv logo 1

Date: 2007

Persistent ID: http://hdl.handle.net/1822/8200

Origin: RepositóriUM - Universidade do Minho


Description
Dissertação de Mestrado em Educação - Área de Especialização em Supervisão Pedagógica em Ensino da História Este estudo de natureza qualitativa descritiva analisa ideias de professores de História sobre a utilização de fontes do manual escolar no contexto da sala de aula. Enquadra-se na linha de investigação em cognição histórica e procura indagar que tipos de fontes do manual privilegiam os professores, como é que utilizam essas fontes e que justificações subjazem a esse tipo de utilização. Consideramos o debate actual sobre o papel importante que os manuais desempenham, sendo um recurso didáctico institucionalmente adoptado e repositório de documentos seleccionados para serem analisados e trabalhados na sala de aula. A amostra foi constituída por 16 professores a leccionar o oitavo ano de escolaridade no ano lectivo de 2005/06, em escolas de tipo EBI, EB2,3 e EB2,3/S e foi recolhida em 10 dos 14 concelhos do distrito de Braga. A recolha de dados contemplou a aplicação de uma entrevista fechada – ficha técnica – e uma entrevista semi-estruturada composta de duas partes: na primeira indagava-se a recepção do manual pelo professor e a importância atribuída e na segunda, questões abertas sobre a descrição de uma aula. Deste instrumento constava um conjunto de materiais – selecção da unidade temática do Renascimento – correspondentes às páginas de dois manuais (Asa e Texto Editora) previamente seleccionados. A análise dos dados seguiu o método da análise de conteúdo associada à grounded theory. Emergiram duas dimensões de análise: 1) Características do manual (construtos elementos internos e elementos externos; 2) Utilização das fontes do manual (construtos reacção, utilização, apreciação). A primeira integra as categorias EIT – texto, fontes, actividades, conteúdos – e EEX – formato, peso, volume, preço. A segunda, integra para REAC – gosta, gosta bastante, indiferente; para UTIL – ilustração, rotina, reflexão/construção; para APRE – inadequadas, adequadas, decorativas, pertinentes. As conclusões sugerem que o que os professores mais/menos apreciam é o grau de desenvolvimento da narrativa, a adequação das fontes, as imagens apelativas e as actividades propostas pelo manual. Há ligeiras diferenças em relação a um e outro manual, mas todos o consideram imprescindível. A maior parte dos entrevistados considera as fontes positivas e necessárias e/ou fundamentais para a construção do saber histórico. This descriptive qualitative case study focuses on History teacher’s ideas on textbooks sources and their application in classroom context. It concerns the research on cognitive History learning and intends to find out the kind of sources teachers favour, the underlying reasons leading to the textbook selection as well as the application of these same sources. The current debate on the important role textbooks play is to be taken into account, being those books a compilation of selected documents analysed and worked with in the classroom since it is an institutionally accepted pedagogical resource. The sample was taken by 16 teachers, teaching the 8th grade in 2005/2006 school year in different Portuguese schools - elementary and secondary schools (EBI, EB2,3 and EB2,3/S) operated in 10 out of 14 administrative regions in Braga. The data was based on a closed interview – technical file- and on a semi-structured interview consisting of two parts: while the first enquired the teacher’s reaction and the importance given to the, history textbooks the second focussed on open questions supported by the description of a lesson. The sample integrated a set of materials being The Renaissance the selected unit to analyse in both previously selected history (ASA and TEXTO Editora). The data study followed the content analysis method associated to the grounded theory. Two analysis dimensions emerged: 1) students’ book features (internal and external elements in the constructs); 2) application of the students’ book sources (reaction, use, judgement). The first aggregating the EIT categories – text, sources, activities, content – and EEX – shape, size, weight, price. The second aggregating REAC – likes, likes a lot, neutral; for UTIL – illustration, routine, reflection/ construction and for APRE – not suitability, suitability, illustration, relevance. The conclusions suggest teachers value (more/less) the narrative level, the sources’ adjustment, the appealing images and the activities suggested in the history textbooks. Despite small dissimilarities in both history textbooks all interviewed teachers consider them crucial. The majority consider the sources important and/or fundamental to the History knowledge construction.
Document Type Master Thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Magalhães, Olga
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Related documents

No related documents