Document details

Interacções em comunidades de prática online e reflexividade docente : um estud...

Author(s): Cruz, Maria da Graça Santos cv logo 1

Date: 2010

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10773/1446

Origin: RIA - Repositório Institucional da Universidade de Aveiro

Subject(s): Investigação educativa; Professores de ciências; Investigadores em educação; Cooperação em educação; Práticas educativas


Description
Vários autores propõem o processo reflexivo sobre as práticas como instrumento privilegiado de desenvolvimento profissional. O conceito de professor, como prático reflexivo, reconhece a experiência que advém da sua prática e defende que a melhoria do ensino requer reflexão sobre essa experiência. Falar de professores reflexivos implica reconhecer, nestes profissionais, o desenvolvimento de competências inerentes à prática reflexiva. É nesta perspectiva, que as comunidades de prática (CoP) online têm emergido como uma solução credível para dar respostas às necessidades dos professores, oferecendo aos participantes condições que fomentam a prática reflexiva, nomeadamente, CoP como as do projecto Investigação e Práticas Lectivas em Educação em Ciência: dinâmicas de interacção (IPEC). Tais comunidades eram constituídas por investigadores em Educação em Ciência e professores de Ciências. O presente estudo insere-se no referido projecto e tem por finalidade analisar as competências profissionais inerentes à prática reflexiva que são mobilizadas nas comunidades nele constituídas. Pela natureza da problemática de investigação, assim como pelo facto de não se ter identificado na literatura estudos semelhantes, optou-se por uma abordagem metodológica de índole predominantemente qualitativa, descritiva, exploratória e do tipo de estudo de caso único, com duas unidades de análise. O caso consistiu no estudo das competências inerentes à prática reflexiva mobilizadas pelos participantes que integraram o projecto IPEC e as subunidades dois dos grupos que se constituíram. Estes grupos assumiram dinâmicas de trabalho próprias e exploraram ferramentas de comunicação à distância distintas. A recolha de dados incidiu sobre o registo das interacções online entre os participantes das comunidades, tendo-se procedido à sua análise de conteúdo. Foi criado um sistema de categorias, com base essencialmente na revisão da literatura, que levou à organização das competências inerentes à prática reflexiva mobilizadas nas seguintes categorias: “Toma consciência da acção”; “Fundamenta a acção”; “Problematiza a acção” e “Reformula a acção”. Os resultados evidenciaram que nas duas CoP, que designamos de CoP2 e CoP3, foram mobilizadas todas as competências inerentes à prática reflexiva estudadas. Na generalidade, “Fundamenta a acção” e “Problematiza a acção” foram, respectivamente, as competências mais e menos mobilizadas na CoP2. Por outro lado, na CoP3, “Toma consciência da acção” foi a que teve maior grau de mobilização e “Fundamenta a acção”, a menor. Relativamente à categoria “Fundamenta a acção”, é de salientar, que a CoP2 se baseou mais em informações teóricas e a CoP3 na prática lectiva. A avaliação da actividade foi realizada no seio da CoP2 e, de acordo com os resultados, evidenciou uma mobilização mais expressiva das competências em análise, aquando do desenvolvimento deste processo. Os resultados obtidos revelaram que as CoP online analisadas, constituídas no âmbito do Projecto IPEC e que envolviam professores e investigadores, independentemente da ferramenta de comunicação que usam, ofereceram condições que facilitaram a mobilização de competências inerentes à prática reflexiva, nomeadamente na planificação e avaliação dos materiais desenvolvidos em colaboração. ABSTRACT: Several authors propose the reflective process about practices as a privileged instrument for professional development. The concept of teacher as a reflective practitioner recognizes the experience that comes from his/her practice, and defends that the betterment of education requires reflection on that experience. To talk about reflective teachers implies the recognition, in these professionals, of the development of competences involved in reflective practice. It is in this perspective that the online practice communities (CoP) have emerged as a credible solution to answer the needs of teachers, offering the participants conditions that promote the reflective practice, namely, CoP as the ones from the project “Research and teaching practices in Science Education: dynamics of interaction” (IPEC). Such communities have been constituted by researchers in Science Education and Science teachers. This study was developed in the context of the aforementioned project and aims at analyzing the professional competences involved in reflective practice that are mobilized in the communities. Given the nature of the theme of this research, and that no similar studies were identified in literature, a case study methodology, with two units of analysis, was adopted that has a predominantly qualitative, descriptive, and exploratory nature. The case consisted in the study of the competencies involved in reflective practice mobilized by the participants of the project IPEC and the subunits of the two groups that have been created, in the context of that same project. These groups assumed their own work dynamics and explored various computer mediated communication tools. Data gathering focused on the online interactions between the participants of the communities, and content analysis techniques were used. A system of categories was created, based essentially on literature revision, which led to the organization of the competencies inherent to reflective practice in the following categories: “Become aware of the action”; “Fundament the action”; “Discuss the action” and “Reformulate the action”. The results showed that in the two CoP, named CoP2 and CoP3, all the studied competencies inherent to reflective practice were mobilized. In general, “Fundament the action” and “Discuss the action” were, respectively, the most and the least mobilized skills in CoP2. On the other hand, in CoP3, “Become aware of the action” was the one with the highest degree of mobilization and “Fundament the action” the one with the lowest. Concerning the competency “Fundament the action”, it should be noted that CoP2 was based more on theoretical information and CoP3 more on the teaching practice. The evaluation of the activity was done in CoP2 and, according to the results, this CoP showed a more expressive mobilization of the skills under study, at the time of the development of this process. The obtained results, showed that the online CoPs, from IPEC project, involving teachers and researchers, independently of the communication tool in use, offered conditions that facilitate the mobilization of skills involved in reflective practice, namely in the planning and evaluation of the materials developed in collaboration. Mestrado em Ensino de Biologia e Geologia
Document Type Master Thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Loureiro, Maria João; Marques, Luís Manuel Ferreira
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo