Document details

Rochas granitóides da zona de Ossa Morena : magnetismo, geodinâmica e reconstit...

Author(s): Antunes, Ana Isabel Marques cv logo 1

Date: 2006

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10773/2700

Origin: RIA - Repositório Institucional da Universidade de Aveiro

Subject(s): Ensino das ciências da terra; Ensino das ciências biológicas; Rochas granitoides


Description
A Zona de Ossa Morena (ZOM) é uma das grandes unidades geotectónicas da Cintura Varisca Ibérica. É composta por rochas metamorfizadas de idades precâmbrica e paleozóica, e por corpos de granitóides instalados predominantemente durante a orogenia varisca, embora também se encontrem testemunhos de magmatismo mais antigo. Em função da sua relação temporal com os episódios mais importantes de deformação, os granitóides variscos são habitualmente divididos em sin-tectónicos e tardi-pós-tectónicos. Foram estudadas amostras de ortognaisses, correspondendo a granitóides pré-variscos, de Portalegre e de Alcáçovas. Os primeiros são rochas claramente peraluminosas, mas o seu carácter extremamente diferenciado não permitiu definir a natureza dos magmas primitivos. O ortognaisse de Alcáçovas, por seu turno, é fracamente peraluminoso e tem assinatura tipicamente calco-alcalina, sugerindo que o seu protólito ígneo se relacionasse com um processo orogénico ante-varisco (cadomiano?). O plutonismo varisco sin-tectónico da ZOM é representado por corpos intrusivos com composições desde as dos gabros às dos monzogranitos, com predomínio dos tonalitos e granodioritos. São rochas essencialmente metaluminosas - embora também com representação de composições fracamente peraluminosas -, com assinatura macro e oligoelementar calcoalcalina, característica de ambiente de margem continental activa. Numa amostra do corpo intrusivo de São Manços, foi obtida uma idade Rb-Sr, usando o par Fsp-Anf, de 315 Ma. Os granitóides tardi-pós-tectónicos, quando comparados com os sintectónicos, caracterizam-se por uma menor importância das litologias básicas e maior abundância de termos graníticos. As rochas deste grupo são predominantemente metaluminosas e fracamente peraluminosas, com uma representação menor de composições nitidamente peraluminosas, e definem uma associação calco-alcalina rica em K. A geoquímica oligoelementar sugere uma relação com ambientes de arco continental maduro e de colisão. Foram feitas datações RT-Minerais ou Mineral-Mineral de granitóides tardi-póstectónicos de três intrusões, com os seguintes resultados: 306 Ma (Figueira de Barros), 298 Ma (Reguengos) e 285 Ma (Nisa). A geoquímica isotópica confirmou as afinidades de tipo-I das rochas granitóides variscas, quer sin-tectónicas quer tardi-pós-tectónicas, e sugeriu ainda que, nos processos de diversificação magmática em ambos os grupos, terão intervindo processos de hibridização entre magmas mantélicos e fundidos de anatexia infracrustal. Os dados obtidos integram-se num conjunto amplo de evidências que sugerem que a ZOM, durante a orogenia varisca, tenha evoluído como uma margem continental activa. ABSTRACT: The Ossa Morena Zone (OMZ) is one of the major tectonostratigraphic units of the Iberian Variscan Belt. It is composed of folded, thrusted and metamorphosed rocks of Precambrian and Palaeozoic age and abundant intrusive bodies emplaced before and during the Variscan orogenic cycle. According to their relationships with the main Variscan tectonic events, the Variscan granitoids are generally subdivided into two groups: syn-tectonic and late-post-tectonic. The samples of pre-Variscan granitoids studied in this work are from two different intrusions: the Portalegre orthogneisses and the Alcáçovas orthogneisses. The former have extremely evolved compositions and a distinctive peraluminous character. As a result of the highly differentiated signature of these rocks, it was not possible to constrain the nature of their precursor magmas. The Alcáçovas orthogneisses show, on the other hand, slightly peraluminous compositions and a typical calc-alkaline signature, suggesting that their igneous protholith was produced during a pre-Variscan orogenic event (Cadomian?). The syn-tectonic Variscan plutonism of the OMZ is represented by several intrusive bodies with compositions ranging from gabbros to monzogranites. The dominant lithological types are tonalites and granodiorites. The OMZ syntectonic granitoids vary from metaluminous to slightly peraluminous and show distinctive calc-alkaline affinities on major- and trace element variation diagrams. Their geochemical characteristics are consistent with a tectonic setting of active continental margin. The São Mansos granitoids yielded a Rb- Sr mineral (K feldspar-Amphibole) age of 315 Ma. Compared to their syn-tectonic equivalents, the late-post-tectonic granitoids are characterized by a smaller abundance of basic lithologies and a predominance of acid rock types. These granitoids range from metaluminous to slightly peraluminous and exhibit high K calc-alkaline signatures, pointing to a collisional geodynamic setting of mature magmatic arc. Whole-rock–mineral and mineral-mineral Rb-Sr ages on three distinct intrusions yielded emplacement ages of 305 Ma (Figueira de Barros), 298 Ma (Reguengos) and 285 Ma (Nisa). The Sr-Nd isotopic compositions of both syn-tectonic and late-post-tectonic granitoids support an I-type origin for these rocks and suggest that their parental magmas could have been produced by mixing of anatectic crustal melts with a juvenile mantle component. Based on all the available petrographical, geochemical and isotopic evidence, it is proposed that the OMZ behaved as an active continental margin during the Variscan orogenic cycle. Mestrado em Ensino da Geologia e Biologia
Document Type Master Thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Azevedo, Maria do Rosário; Santos, José Francisco Horta Pacheco dos
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Related documents


    Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia