Document details

Matérias-primas da plataforma do Mondego para cerâmica

Author(s): Lisboa, José Vítor de Magalhães Barros Vieira cv logo 1

Date: 2009

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10773/2751

Origin: RIA - Repositório Institucional da Universidade de Aveiro

Subject(s): Geociências; Matérias-primas; Barro vermelho; Minerais de argila; Recursos minerais


Description
O presente trabalho divulga os resultados dos estudos levados a efeito nas matérias-primas argilosas que se integram tipologicamente na argila comum, ocorrentes na designada Plataforma do Mondego, Centro de Portugal, na região entre Miranda do Corvo, a SW, e Tábua, a NE. Para tal realizou-se a cartografia superficial dos sedimentos continentais do Cretácico e do Terciário, aí preservados, estabeleceram-se as colunas sedimentares, a nível regional e a nível local, nas áreas de maior potencial reconhecido e, caracterizaram-se as matérias-primas argilosas amostradas, em termos de composição, textura e aptidão cerâmica, objectivando a definição das zonas das jazidas com maior interesse industrial. A informação obtida e compilada, relativa ao caulino e ao feldspato é também apresentada, com vista a uma percepção da potencialidade destas matériasprimas cerâmicas ocorrentes na área. O estudo de caracterização dos materiais argilosos investigados teve como base 53 amostras obtidas em seis regiões da Plataforma do Mondego aqui definidas por motivo de organização do trabalho, segundo os critérios geográfico e geotectónico. As formações de Côja e de Campelo, do Terciário, constituem as unidades onde ocorrem litótipos produtivos, em termos de matéria-prima para a Cerâmica de Barro Vermelho ou Cerâmica de Construção. Relativamente às características texturais e composicionais, em síntese, apresentam-se os factos relevantes seguintes: A matéria-prima argilosa existente na área estudada materializa, granulometricamente, na maioria das amostras, silte, caindo os níveis amostrados com maior percentagem de argila, no domínio do silte argiloso. O défice em fracção argila implica limitações quanto à possibilidade de diversificação de produtos cerâmicos fabricados com estas matérias-primas tal-qual. Os diferentes métodos analíticos utilizados na caracterização mineralógica dos materiais amostrados confirmaram uma composição em termos dos minerais argilosos, consistindo de ilite/mica (em geral, o mais abundante), caulinite e esmectite, interestratificados e clorite. Os minerais não argilosos são quartzo (predominante), feldspato (sobretudo potássico) e hematite, com uma representação baixa. A mineralogia da fracção inferior a 2μm das amostras, não difere das amostras totais, salvo no teor mais elevado dos minerais argilosos e acentuada redução dos minerais não argilosos. Os resultados da análise química por fluorescência de raios X das amostras integrais correlacionam-se com as características mineralógicas observadas através das técnicas analíticas utilizadas. No respeitante às propriedades e comportamento cerâmico verifica-se: Os parâmetros relacionados com a plasticidade indicam que parte das pastas elaboradas com estes materiais argilosos têm uma trabalhabilidade aceitável, mas existem problemas de conformação e acentuada retracção num número significativo de amostras, devido à elevada plasticidade da maioria das amostras. A extrusão é satisfatória a óptima. A RMF e a retracção em seco assumem valores, respectivamente, moderados a baixos e moderados, embora seja necessário ter em conta o procedimento de extrusão dos provetes, sem dispositivo de vácuo. Todas as amostras foram sujeitas a cozedura a 900ºC, e um conjunto seleccionado foi cozido a 1000ºC e a 1100ºC. As fases mineralógicas ocorrentes após cozeduras a 900ºC e 1100ºC foram identificadas num conjunto de amostras, tendo-se evidenciado a coerência dessas fases, com a mineralogia das amostras em seco. Após cozedura a 900ºC, os valores de RMF das amostras satisfazem geralmente os valores mínimos, exigidos para o fabrico de tijolo, abobadilha e, com alguma frequência, de telha, como já se verificava com os valores daquela propriedade em seco. Os valores de retracção seco-cozido são em geral, modestos. A capacidade de absorção de água é maioritariamente elevada. A formação de vidro, sobretudo, condiciona o comportamento destas propriedades por cozedura dos provetes a 1000ºC e a 1100ºC. A coloração predominante em cru das matérias-primas argilosas amostradas é amarelo acastanhado a castanho avermelhado. Após cozedura a 900ºC, há um acentuado escurecimento e incremento no grau de vermelho. As cozeduras a 1000ºC e 1100ºC promovem escurecimento gradual, com ligeira influência na cor. O comportamento dos provetes após as cozeduras cerâmicas revelou-se homogéneo a cada uma das respectivas temperaturas, não se registando também defeitos significativos, nem eflorescências. A análise das amostras em termos composicionais e tecnológicos permitiu destacar as principais características e aspectos distintivos das matériasprimas, nas diferentes regiões definidas objectivando as diferentes potencialidades cerâmicas. Nesta abordagem comparativa foram consideradas só as amostras dos campos silte e silte arenoso, por serem aquelas com maior interesse para a Cerâmica de Construção. Nas colunas sedimentares das regiões de Tábua e Santa Quitéria constata-se a ocorrência de dois ritmos de sedimentação, que embora assumam características específicas em cada região, têm aspectos composicionais e tecnológicos em comum, traduzindo melhor aptidão cerâmica os ritmos inferiores. A conjugação da cartografia realizada com os estudos laboratoriais permite concluir que as regiões de Tábua e de Santa Quitéria serão as que têm maior potencial por explorar, em matéria-prima para Cerâmica de Construção, apesar da primeira já ser intensamente explorada. Na região de Tábua, as amostras têm como fases mineralógicas principais ilite e quartzo na mesma proporção média (35%) e caulinite (média=19%) que regista enriquecimento significativo na fracção argila (média=38%). As argilas desta região registam a cor em cru mais vermelha e pH mais ácido observados. O ritmo de sedimentação inferior, com esmectite e interestratificados e ligeiramente menos quartzoso, apresenta melhores propriedades cerâmicas. A composição mineralógica média das amostras da região de Santa Quitéria é próxima daquela da região de Tábua, mas menos caulinítica, em especial na sequência inferior, na qual o teor médio de caulinite na fracção argila (7%) é o mais baixo observado. Na região de Côja – Arganil, a actividade extractiva é significativa na bacia de Côja. Aqui, a exploração de novas áreas potenciais é condicionada pela cobertura conglomerática e por estruturas tectónicas e não tectónicas relacionadas com comportamento plástico. Na restante área desta região, os recursos argilosos são penalizados por material areno-conglomerático. As amostras desta região distinguem-se das restantes a nível textural pela maior fracção areia e mineralogicamente pela presença de clorite, teor reduzido de caulinite e elevado de feldspato. As potencialidades em barro vermelho na região de Sanguinheda não serão significativas, pois a Formação de Côja é predominantemente arcósica e a Formação de Campelo pouco espessa e conglomerática. As argilas com melhor aptidão cerâmica foram amostradas na região de Miranda do Corvo – Lousã. Na composição, estas amostras são as que contêm maior fracção de argila, maior teor de ilite e caulinite e menor de argilas expansivas. Registam os melhores valores nas características tecnológicas, nomeadamente a RMF e absorção de água. A consistência dos grupos amostrais e ritmos definidos em termos composicionais e tecnológicos é corroborada pelas técnicas de análise estatística multivariada aplicadas, que os identificam. As condições de amostragem na região de Tábua, permitiram a elaboração de uma coluna tipológica, na qual, a partir de uma caracterização expedita de amostras é possível identificar a sua afinidade com os ritmos argilosos definidos e, consequentemente, a sua situação na coluna sedimentar regional e aptidão cerâmica. A cartografia dos recursos argilosos potenciais, elaborada à escala 1:25.000, constitui um dos objectivos principais deste trabalho e nela constam unidades litológicas, nas quais são diferenciadas unidades argilosas tendo também em consideração a tipologia e guias mineralógicos resultantes da caracterização das amostras. As características composicionais destas unidades denotam diferente aptidão cerâmica e, portanto, permitem salientar as zonas com maior interesse económico. ABSTRACT: The work presented herein discloses the results of the studies undertaken on the clay raw materials that typologically make up common clay, occurring in the usually named Mondego Platform, which is located in the region between Miranda do Corvo, SW, and Tábua, NE (Center region of Portugal). These studies encompassed superficial mapping of the continental sediments of the sedimentary deposits dated of Cretaceous and Tertiary and the description of the sedimentary columns, at both the regional and local scales in the areas of greater recognized potential; the sampled raw materials had been characterised in terms of composition, texture and ceramic aptitude in order to define the zones of the deposits with major industrial significance. The compiled and obtained information, relative to kaolin and feldspar is also presented, to gain an idea of the apparent potential of these ceramic raw materials in the area. The characterization of the investigated clay materials has been based upon 53 samples from six regions of the Mondego Platform herein defined for work organization purposes bearing in mind geographic and geotectonical criteria. The Tertiary Coja and Campelo formations comprise the units where potential lithotypes occur for red firing clays, used for structural clay products or Construction Ceramics. Relatively to the compositional characteristics, in summary, the following relevant facts are presented: The existing clay raw materials in the studied area materialize, in the majority of the samples, silt sized sediments; the sampled raw materials with higher clay percentage belong to the clayey silt domain. The clay fraction deficit implies limitations to the diversification possibility of ceramic products manufactured with these raw materials as they are. The diverse analytical methods used in the mineralogical characterization of the sampled materials confirmed a composition in terms of clay minerals, consisting of illite/mica (usually the most abundant), kaolinite and smectite, interstratified minerals and chlorite. The non clay minerals are quartz (predominant), feldspar (more frequently potash feldspar) and hematite in minor amounts. The mineralogy of the samples particle size fraction< 2μm, does not differ from the total samples, except for the higher amount of clay minerals and significant reduction of non clay minerals. The results of the chemical analysis of the total samples using X-ray fluorescence are correlated with the mineralogical characteristics obtained with the analytical techniques used. With regard to the ceramic properties and behavior, the following results apply: The parameters related with the plasticity indicate that part of the clay mixtures elaborated with these clay materials have an acceptable workability, but problems of conformation and significant shrinkage are observed in a considerable number of samples, due to the high plasticity of the majority of samples. The extrudability is satisfactory to excellent. The bending strength and the dry shrinkage assume values moderate to low, although it is necessary to consider that the studied probes were extruded without a vacuum device. All the samples had been fired at 900ºC, and an assemblage of samples was selected for firing at 1000ºC and 1100ºC. The high temperature mineralogical phases occurring after firing at 900ºC and 1100ºC had been identified in a set of samples, having themselves evidenced the coherence of these phases, with the mineralogy of the dry samples. After firing at 900ºC, the samples’ bending strength values satisfy the minimum generally required for the brick production; a few samples attain minimum bending strength values required for roofing tiles, corresponding with previously obtained dry values. The values of dry-firing shrinkage are in general, low. The water absorption usually is high. The glass formation, over all, conditions these properties’ behavior when probes are fired at 1000ºC and 1100ºC. The predominant raw color of the sampled clay raw materials grades from brownish yellow to reddish brown. After firing at 900ºC, there is an accentuated darkening and an increment in the red hues. Both firings at 1000ºC and 1100ºC bring gradual darkening, with a small influence in the colour. The probes’ behavior after firing is homogeneous at each one of the respective temperatures, revealing no significant flaws, nor efflorescence. The analysis of the samples in compositional and technological terms emphasizes the main characteristics and distinctive aspects of the raw materials in the different selected study areas regarding the different ceramic potential. In this comparative approach only silt and sandy silt samples had been considered because of their higher importance for Construction Ceramics. In the sedimentary columns of Tábua and Santa Quitéria regions the occurrence of two groups of sedimentary layers is shown that even though assuming specific characteristics in each region, they encompass common compositional and technological aspects proving that the ceramic aptitude of the lower layers is better. The combination of the mapping and laboratory studies carried through allows one to conclude that the regions of Tábua and Santa Quitéria are the areas with greater potential for exploration of clay raw materials for Construction Ceramics, although the former area is already being an established red clays extraction centre. In the Tábua region the samples have as main mineralogical phases illite and quartz in the same average ratio (35%) and kaolinite (average=19%), which has a significant enrichment in the clay fraction (average =38%). The clays in this region show the reddest raw colour and the lowest pH values observed. The group of lower sedimentary layers with smectite and interstratified clay minerals and slightly lower quartz content, present the best ceramic properties. The samples average mineralogical composition in the Santa Quitéria region is comparable to the one in the Tábua region but with less kaolinite content especially in the lower layer sequence in which the average kaolinite content in the fraction < 2μm (7%) is the lowest observed. In the Coja - Arganil region, the Coja basin is a significant red clays extraction centre. Here, the exploration of new potential areas is conditioned due to the conglomeratic cover and related tectonic and non-tectonic structures with a plastic behaviour. In the remaining area of this region, the clay resources are penalized by sandy and conglomeratic material. The samples of this region can be distinguished from the rest on a textural basis, a higher sand fraction content and, mineralogicaly, by the presence of chlorite, low kaolinite content and high feldspar content. The potential of red firing clays in the region of Sanguinheda is reduced, because the Coja Formation is predominantly arcosic and the Campelo Formation is thin and conglomeratic. Clays with better ceramic aptitude were sampled in the region of Miranda do Corvo - Lousã. These samples are characterised by a higher clay fraction percentage, illite and kaolinite contents and a minor content of expansive clay minerals. They present the best values in the technological characteristics, namely bending strength and water absorption. The consistency of the samples’ groups and layer sequences defined in compositional and technological terms are corroborated by the multivariate statistic analysis techniques applied, that identify those groups and sequences. The sampling in the region of Tábua, allowed the elaboration of a typological column, in which, from a brief characterization of samples it is possible to identify its affinity with the clay layer sequences defined and, consequently, its position in the regional sedimentary column and ceramic aptitude. The mapping of the potential clay resources, elaborated to the scale 1:25.000, represents one of this work’s main goals, where the defined lithological units encompass clay units which are differentiated also considering the typology and mineralogical guides’ resultant from the characterization of the samples. The compositional characteristics of these units denote different ceramic aptitude and, therefore, they allow pointing out the zones with higher economical potential. Doutoramento em Geociências
Document Type Doctoral Thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Rocha, Tavares; Gomes, Celso de Sousa Figueiredo
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo