Document details

Sobrecarga e satisfação com a vida : a percepção dos cuidadores informais de id...

Author(s): Rolo, Lígia Cristina de Azevedo Antunes cv logo 1

Date: 2008

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10773/3303

Origin: RIA - Repositório Institucional da Universidade de Aveiro

Subject(s): Gerontologia; Pessoas idosas; Cuidados de saúde


Description
Objectivos: O objectivo geral deste estudo visa compreender a relação entre a sobrecarga subjectiva e a satisfação com a vida em cuidadores informais principais e secundários de idosos dependentes. Metodologia: Optou-se por um estudo quantitativo, não experimental, transversal, de tipo descritivo e comparativo. A amostra compreende 196 cuidadores informais de idosos dependentes, divide-se em duas sub-amostras: 98 cuidadores principais e 98 cuidadores secundários do mesmo idoso dependente. As duas sub-amostras foram comparadas relativamente às variáveis: contexto sócio-demográfico e familiar e padrão de cuidados; satisfação com a vida e sobrecarga subjectiva. Os instrumentos utilizados foram: a) Questionário geral do cuidador principal; b) Questionário geral do cuidador secundário; c) Índice Barthel; d) Escala de Satisfação com a Vida (SWLS); e) Índice para avaliação das dificuldades do prestador de cuidados (CADI) Resultados: Os principais resultados indicam que: a) a tarefa de cuidar pertence à esfera familiar; b) ambas as sub-amostras apresentam baixos níveis de satisfação com a vida; c) os cuidadores das duas sub-amostras percebem as dimensões da sobrecarga como existindo no seu caso, mas não se sentem perturbados pelas mesmas; d) os cuidadores que percepcionam menores dificuldades tendem a evidenciar maior satisfação com a vida. Implicações: A perspectiva de sobrecarga, que tem dominado a literatura, indicia a prestação de cuidados informal como algo gerador de condições patológicas. Impõe-se, assim, uma mudança de abordagem, através de uma política salutogénica que aposte sobretudo na promoção da saúde, vá mais além do que a prevenção da doença e, sobretudo, deixe de se basear, essencialmente, num modelo curativo. ABSTRACT: Objectives: This study aims to compare the relationship between subjective burden and life satisfaction in informal primary and secondary caregivers of dependent elderly persons. Methods: A quantitative, non experimental, descriptive and comparative study was conducted. The sample comprises 196 informal dependent elder’s caregivers: 98 primary caregivers and 98 secondary caregivers of the same dependent elder. The two sub-samples were compared in relation to: social-demographic context and familiar; care pattern; life satisfaction and subjective burden. The instruments used were: a) General questionnaire of informal primary caregiver, b) General questionnaire of informal secondary caregiver c) Index Barthel d) Scale of Satisfaction with Life (SWLS, Satisfaction With Life Scale); e) CADI (Carer's Assessment of Difficulties Index) Results: The mains results indicated that: a) caregiving tasks are mostly undertaken by family; b) life satisfaction is generally low for both sub-samples; c) both sub-samples perceive caregiving difficulties, but don’t feel disturbed by them; d) caregivers who perceived less difficulties, (subjective burden), tend to report higher levels of life satisfaction Implications: Caring for a dependent elderly has been mainly described as a burden, leading to negative impacts on the health and other domains of life of family caregivers. However, different approaches are needed, in order to move beyond pathological models of caring, and allowing more salutogenic interventions. Mestrado em Gerontologia
Document Type Master Thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Figueiredo, Daniela Maria Pias de
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Related documents


    Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia