Document details

Avaliação do contributo do sector florestal para as alterações climáticas

Author(s): Dias, Ana Cláudia Relvas Vieira cv logo 1

Date: 2005

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10773/696

Origin: RIA - Repositório Institucional da Universidade de Aveiro

Subject(s): Ciências do ambiente; Alterações climáticas; Efeito de estufa; Gestão florestal; Eucalipto


Description
Na presente tese é avaliada a contribuição do sector florestal português, associado às fileiras do eucalipto e do pinheiro bravo, para o fenómeno das alterações climáticas. Nesse sentido, são quantificadas as emissões e as remoções de dióxido de carbono e metano, desde a floresta até ao destino final dos produtos florestais, incluindo o processamento industrial da madeira. Para o efeito, foram desenvolvidas metodologias de cálculo que têm em conta as especificidades destes sectores florestais em Portugal. Numa óptica mais abrangente, é igualmente efectuada a quantificação do carbono acumulado na totalidade dos produtos florestais produzidos a partir de madeira nacional e dos produtos florestais consumidos em Portugal, utilizando as três abordagens que estão actualmente em análise no seio da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas, com vista à selecção da abordagem a incluir futuramente nos inventários nacionais de emissões de gases com efeito de estufa (stock-change approach, atmospheric-flow approach e production approach). Estas abordagens diferem no modo como as remoções ou emissões de carbono associadas à floresta e aos produtos florestais são repartidas entre países produtores e consumidores de madeira e de produtos florestais. A contabilização do carbono acumulado nos produtos florestais foi efectuada por aplicação de três métodos, sendo dois já existentes e um desenvolvido no âmbito do presente estudo. O balanço global de carbono obtido para os sectores do eucalipto e do pinheiro bravo, no ano 2000, foi de uma remoção líquida de carbono, cuja magnitude dependeu da abordagem considerada, tendo variado entre 401 e 1033 Gg Ceq ano-1 no sector do eucalipto e entre 40 e 447 Gg Ceq ano-1 no sector do pinheiro bravo (os valores mais elevados dizem respeito à atmospheric-flow approach). No sector do eucalipto, a floresta desempenhou um papel preponderante na acumulação de carbono, enquanto no sector do pinheiro bravo, os produtos florestais foram mais importantes que a floresta. Independentemente da abordagem e do método de cálculo considerados, os produtos florestais totais contribuíram para a remoção de carbono em Portugal, no período compreendido entre os anos 1990 e 2000. A atmospheric-flow approach foi a abordagem que originou valores de remoção de carbono mais favoráveis para Portugal e o método de cálculo da remoção de carbono nos produtos florestais desenvolvido no presente estudo foi aquele em que a incerteza associada aos resultados foi menor. ABSTRACT: In this thesis it is assessed the contribution of the Portuguese eucalypt and maritime pine forest sectors to climate change. The emissions and removals of carbon dioxide and methane are accounted, from the forest to the final disposal of the forest products, including industrial processing of wood. For this purpose, accounting methodologies were developed, taking into account the particularities of these forest sectors in Portugal. In a broader perspective, carbon accumulation in the totality of forest products produced from domestically-grown wood and in the totality of forest products consumed in Portugal is accounted, using the three approaches that are under discussion within the United Nations Framework Convention on Climate Change, in order to select the approach to include, in the future, in the national greenhouse gas emission inventory (stock-change approach, atmospheric-flow approach and production approach). These approaches differ in the way carbon removals or emissions associated with wood and forest products are allocated between producing and consuming countries. Carbon accounting in forest products was performed using three methods, two already existing and a method developed in this study. The total carbon balance in the eucalypt and maritime pine sectors in year 2000 was a net removal of carbon, whose magnitude varied with the approach considered, ranging from 401 to 1033 Gg Ceq year-1 in the eucalypt sector, and from 40 to 447 Gg Ceq year-1 in the maritime pine sector (higher values correspond to the atmospheric-flow approach). Forest played a major role in carbon accumulation in the eucalypt sector, while the forest products were more important than forest in the maritime pine sector. Regardless of the approach and the accounting method used, forest products were net sinks of carbon in Portugal, in the period between 1990 and 2000. The atmospheric-flow approach originated the highest values of carbon removal for Portugal and the results obtained with the method for carbon accounting in forest products developed in this study are the least uncertain. Doutoramento em Ciências Aplicadas ao Ambiente
Document Type Doctoral Thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Arroja, Luís Manuel Guerreiro Alves; Capela, Maria Isabel Aparício Paulo Fernandes
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo