Document details

Efeito do teor em água do solo na interacção solo-geossintético

Author(s): Carvalhosa, Fábio José Rodrigues cv logo 1

Date: 2011

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10773/7602

Origin: RIA - Repositório Institucional da Universidade de Aveiro

Subject(s): Engenharia civil; Estabilização dos solos; Interacção solo-água; Geossintéticos


Description
A utilização de geossintéticos em Engenharia Civil tem vindo a aumentar significativamente. Sendo, no entanto, materiais relativamente recentes em Portugal, carecem de investigação e estudo, nomeadamente no âmbito da interacção com o solo envolvente. Este é um factor importante que domina o comportamento de estruturas reforçadas com geossintéticos. Grande parte dos estudos desenvolvidos sobre este tema, apenas fazem referência a aplicações de solos granulares, mas como nem sempre é possível encontrar o solo ideal, muitas vezes é necessário recorrer a solos finos. Estes solos possuem uma reduzida capacidade de drenagem e uma retardada transferência de tenções entre reforço e solo, o que leva a que exista uma dificuldade de dissipação do excesso de pressão intersticial gerado no interior do maciço. Por isso, neste trabalho foi analisado o efeito do teor em água do solo na interacção solo-geossintético. Estes mecanismos podem ser muito complexos, dependendo do tipo e propriedades do solo e do geossintético. Assim, foi efectuada a caracterização do solo e de um geossintético. Para caracterizar a interacção entre o solo e o geossintético seleccionados foram realizados ensaios de arranque (de acordo com a NP EN 13738:2007) e ensaios de corte em plano inclinado (NP EN ISO 12957-2:2007) com três diferentes teores em água (0%, metade do teor em água óptimo e o teor em água óptimo). O solo utilizado neste estudo após a sua caracterização demonstrou ter uma pequena quantidade de partículas finas. Os valores da resistência à tracção e extensão da geogrelha estudada, obtidos através de ensaios de tracção, demonstraram diferenças em relação aos parâmetros nominais. Nos ensaios de arranque todos os resultados foram bastante semelhantes, apenas se notou uma maior rigidez da geogrelha quando inserida no solo seco. O ângulo de atrito da interface solo geossintético em corte em plano inclinado não foi possível de determinar, pois o equipamento atingiu a sua capacidade de inclinação máxima e em nenhuma das diferentes condições de ensaio ocorreu deslizamento. The use of geosynthetics in Civil Engineering has been significantly growing. However, as relatively recent materials in Portugal, geosynthetics are lacking research and study, specifically regarding it’s the interaction with the surrounding soil. This is an important factor that governs the performance of the geosynthetic-reinforced structures. Most studies on the subject mention only its application to granular soils, but as one can’t always find an ideal soil, the use of fine soils is often necessary. These soils possess a reduced drainage capability and a delayed stress transfer between reinforcement and soil, leading to a slow dissipation of the excesses of pore water pressure within the soil. Thus, in this work the effect of soil moister content in soil-geosynthetics interaction was studied. These mechanisms can be very complex, depending on the type and properties of the soil and of the geosynthetic. Therefore, the soil characterization of the soil and of the geosynthetic used was done. To characterize the interaction between the selected soil and geosynthetic, pull out (NP EN 13738:2007) and inclined plane (NP EN ISO 12957-2:2007) tests were carried out using soil samples with three different moister contents (0%, half of optimum moisture content and the optimum moisture content). After its characterization the soil used in this study exhibited a small amount of fine particles in its content. The values of the tensile strength and the elongation of the geogrid revealed differences regarding the correspondent nominal parameters. On the pull out tests, the results were quite similar, merely noticing a higher stiffness on the response of the geogrid confined in the dry soil. The angle of friction of the soil geosynthetic interface was not determined, as the equipment reached its maximum inclination capability and no slide took place in the different test conditions. Mestrado em Engenharia Civil
Document Type Master Thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Lopes, Margarida Pinho; Lopes, Maria de Lurdes
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo