Document details

Influência antropogénica na distribuição da lontra (Lutra lutra)

Author(s): Bernardo, João Miguel Vaz Antunes cv logo 1

Date: 2008

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10773/790

Origin: RIA - Repositório Institucional da Universidade de Aveiro

Subject(s): Gestão de ecossistemas; Ecossistemas; Ecologia animal; Lontras; Habitats


Description
O conhecimento da lontra Lutra lutra em Portugal é bastante escasso, com a maioria dos trabalhos recaindo maioritariamente sobre a dieta. Neste contexto tentou-se aprofundar o conhecimento sobre a sua distribuição e avaliar a influência de condições ambientais e presença de factores antropogénicos nesta distribuição. Com esse objectivo, 5 lontras foram capturadas e monitorizadas por rádio telemetria e os seus locais de repouso identificados. Através das localizações obtidas calculou-se o tamanho da área usada e com o intuito de avaliar o efeito dos factores antropogénicos, foram identificadas as estradas e os edifícios presentes na área de estudo e medida a distância entre estes e os locais de repouso. Verificou-se que a área usada pelos machos é 66% superior à das fêmeas não havendo diferenças significativas em relação às áreas vitais. Os sistemas lóticos foram claramente preferidos pela maioria dos animais, com a maioria das localizações a ocorrerem nestes sistemas. Os factores antropogénicos em análise explicaram 22% da variância na escolha de locais de repouso, sendo as variáveis mais importantes as auto-estradas e os edifícios com uma influência negativa mas apenas numa estação do ano. Não foi encontrada qualquer influência das variáveis ambientais na escolha de locais de repouso. Conclui-se com este trabalho que apesar de existir influência por parte dos factores antropogénicos, estes não são preponderantes na escolha de locais de repouso por parte da lontra. ABSTRACT: The knowledge of otter Lutra lutra in Portugal is quite scarce, with most research being made on diet. In this light, I tried to enrich the knowledge on otter distribution and evaluate the effect of environmental variables and the presence of anthropogenic factors on it. With this in mind, 5 otters’ were trapped and monitored using radio-tracking and their resting-sites were identified. Through the obtained locations, home-range and core area was calculated for each animal. Total male home-range was 66% bigger than that of females and no significant difference was found for core-areas. Small streams in opposition to dams were preferred by most animals with the majority of locations occurring in these water courses. Anthropogenic variables accounted for 22% of total variance with the most influencing variables being highways and buildings, with a negative influence only occurring in winter. Regarding the environmental variables, there was no influence of these in resting site choice. The major conclusion of this work is that although there is some influence from anthropogenic factors in resting site choice, these aren’t a decisive factor. Mestrado em Ecologia, Biodiversidade e Gestão de Ecossistemas
Document Type Master Thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Fonseca, Carlos Manuel Martins Santos
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Related documents