Document details

Diversidade, dinâmica de populações e capacidade de produção ictiológica numa l...

Author(s): Pombo, Lúcia Maria Teixeira cv logo 1

Date: 2005

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10773/930

Origin: RIA - Repositório Institucional da Universidade de Aveiro

Subject(s): Biologia; Ictiofauna; Lagunas; Ecossistemas aquáticos


Description
A ictiofauna e as variáveis ambient ais (temperatura, salinidade, oxigénio dissolvido, pH, turbidez e profundidade) foram amostradas mensalmente, na Ria de Aveiro, durante dois anos, entre Novembro de 1998 e Novembro de 2000, em 9 locais de amostragem, com a “chincha”, uma rede de arrasto tradicionalmente usada na região. Foram capturados 41 681 indivíduos de 61 espécies, com uma biomassa total de 222 quilogramas de peso fresco. As famílias mais abundantes foram Mugilidae, Atherinidae, Moronidae e Clupeidae, das quais seis espécies dominantes representaram mais de 74% da abundância total de peixes. A riqueza específica foi estatisticamente mais elevada em 1999 do que em 2000, com um pico no Verão em ambos os anos. A diversidade e a regularidade foram significativamente mais elevadas em 1999 do que em 2000 com picos na Primavera e no Outono em ambos os anos. Espacialmente, os dois índices foram mais elevados nas regiões intermédias da laguna do que na embocadura. A temperatura foi o factor abiótico que mais influenciou a distribuição da abundância da comunidade íctica, a qual está mais relacionada com as migrações sazonais do que com as migrações espaciais. A salinidade foi o factor abiótico que mais influenciou a biomassa dos peixes, embora a temperatura também tivesse sido um factor importante a considerar. Durante o séc. XX, ocorreram na laguna 92 espécies distintas pertencentes a 38 famílias de Agnatha, Chondrichthyes e Osteichthyes. Este ecossistema tem sido fortemente afectado por influências antropogénicas. Verificou-se que 13 espécies referidas no início do século não ocorrem actualmente. A comunidade íctica é na maioria troficamente dependente de pequenos crustáceos pelágicos e bênticos e/ou de detritos, embora possam alimentar-se de forma oportunista de outras presas. Atherina boyeri e A. presbyter evidenciaram comportamentos e características biológicas fortemente distintos, tais como a distribuição da frequência de comprimentos e a relação comprimento-peso dos peixes e dos otólitos. A sobreposição da dieta foi apenas notória nos indivíduos mais velhos. A combinação de estratégias alimentares diferentes em cada espécie indicou uma reduzida competição interespecífica. A produção total anual de todas as espécies ícticas da laguna estimou-se em 90,3 t ou 2,1 g.m-2.ano-1 e 106,7 t ou 2,5 g.m-2.ano-1, no primeiro e segundo ano, respectivamente. Sardina pilchardus foi a espécie que mais contribuiu para a produção íctica total lagunar (estimou-se uma produção superior a 33% da produção íctica total). As capturas da pesca profissional atingiram cerca de 300 toneladas anuais, sendo três vezes superior à produção íctica lagunar estimada. Assim, é urgente uma gestão adequada das potencialidades naturais para assegurar a biodiversidade e recursos de pesca sustentáveis no futuro. ABSTRACT: The ichthyofauna and environmental variables (temperature, salinity, dissolved oxygen, pH, turbidity and depth) were sampled monthly over a 2-year period, from November 1998 to November 2000, at 9 sites of Ria de Aveiro, with “chincha”, a traditionally-used beach-seine-type net of the region. A total of 41,681 individuals from 61 species were collected, with a total biomass of 222 Kg wet weight. Mugilidae, Atherinidae, Moronidae and Clupeidae were the most abundant families. Six species were dominant and represented more than 74% of the total fish abundance. Species richness was statistically higher in 1999 than in 2000, with a peak in summer in both years. Diversity and evenness were significantly higher in 1999 than in 2000 with peaks in spring and autumn in both years. Spatially, both indices were higher at the intermediate regions than at the lagoon mouth. Temperature was found to be the most important abiotic factor affecting the abundance distribution of fish assemblage, which is more related to the seasonal migrations rather than to spatial migrations. Salinity was the most important abiotic factor affecting the fish biomass, with temperature also having a major influence. During the 20th century, 92 distinct species and 38 families of Agnatha, Chondrichthyes and Osteichthyes occurred during the period. This ecosystem has been affected by large-scale anthropogenic influences. A total of 13 species that occurred in the beginning of the century have recently disappeared. Fish is mostly dependent on small benthic and pelagic crustaceans and/or detritus, although they can feed opportunistically on other prey. Atherina boyeri and A. presbyter showed behaviour and biological features markedly distinct as length frequency distribution, and fish and otolith lengthweight relationships. The diet overlap was only evident on older individuals and the combination of different trophic strategies of each species indicates a reduced interspecific competition. The total annual production of all fish species in the lagoon was calculated at 90.3 tonnes or 2.1 g m-2 year-1 and 106.7 tonnes or 2.5 g m-2 year-1 in the first and second year, respectively. Sardina pilchardus was considered the most important fish species with respect to fish production processes in the whole lagoon, accounting for > 33% of the total fish production in both years. Professional fisheries reached about 300 tonnes in each year, which is three times higher than the estimated lagoon fish production. Thus, careful management of natural resources seems to be urgent to ensure the biodiversity and sustainable fish stocks in the future. Doutoramento em Biologia
Document Type Doctoral Thesis
Language English
Advisor(s) Rebelo, José Eduardo; Elliott, Michael
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo