Document details

Educação nas famílias de pescadores artesanais: transmissão geracional e proces...

Author(s): Narjara Mendes Garcia

Date: 2007

Origin: OASIS br

Subject(s): resiliência; EDUCACAO; gerações; pescadores artesanais; educação; famílias; generations; non-industrial fishing; families; education; resilience


Description
A família enquanto contexto de desenvolvimento humano propicia interações que contribuem para o processo educativo dos seus membros. A educação nas famílias é um fenômeno sócio-histórico, geracional e cultural que se processa por experiências individuais e conjuntas de transmissão de saberes, valores e hábitos de convivência. Esta pesquisa teve por objetivos investigar as crenças, os significados da educação em famílias de pescadores artesanais, os modelos de práticas educativas transmitidos bem como compreender se estes modelos se constituem em fatores de risco, proteção e resiliência para estes grupos. Foram escolhidas aleatoriamente duas famílias do município de Rio Grande/ RS, uma da zona rural e outra da zona urbana. Foram estudadas três gerações de cada família participante. Para tanto, foi escolhido o método da inserção ecológica que pressupõe a imersão do pesquisador no ambiente a ser estudado e requer diferentes estratégias de coleta de dados: diário de campo, entrevistas semi-estruturadas, histórias de vida e genogramas. A análise qualitativa dos dados seguiu os passos da Grounded-Theory. Os resultados apontam para mudanças na atividade pesqueira ao longo das diferentes gerações, principalmente no que se refere aos materiais utilizados para a atividade da pesca artesanal e a comercialização do pescado. Há evidências de linearidades na transmissão geracional dos saberes sobre a pesca e na definição de papéis do homem e da mulher no desempenho desta atividade. Além disso, foram detectadas transformações no modelo educacional das gerações anteriores. A nova forma de pensar a educação dos filhos é direcionada pelo diálogo e expressão da afetividade, antigamente mediadas por punições e autoritarismo. Fica explícita a mudança nos padrões de comunicação familiar com a ruptura do silêncio e abertura para tomada das decisões. Para o enfrentamento das situações de risco são incluídas as crianças e os idosos do grupo familiar. Estes resultados salientam que a atual educação familiar destes grupos promove oportunidades de reflexão sobre as situações de vulnerabilidade socioambiental e pode formar sujeitos sociais participativos que podem escolher continuar ou não com a atividade pesqueira artesanal. Portanto, este modelo de educação nas famílias de pescadores artesanais com base no diálogo é sintônico com a perspectiva da educação ambiental, cuja proposta é de reforçar que o processo de transmissão cultural entre gerações possibilite uma visão crítica, reflexiva e transformadora da realidade social. Families are contexts of development that provide interactions which contribute to the educational processes of their members. Family education is a socio historical and generational phenomenon that is processed by individual and collective experiences of knowledge, values and habits of living transmission. This present research aimed to investigate the beliefs, the familiar education meanings, and the educational patterns which are transmitted as well as understand whether those patterns are risk, protection and resilience to groups of non-industrial fishing families. Two families were randomly chosen in the district of Rio Grande/RS, one belonging to the rural and the other to the urban areas. Three generations of the participant families were studied. The method of ecological insertion was elected as it presupposes the immersion of researchers in the environment to be studied and demand different strategies of data collecting: diary of observations, semistructured interviews, life stories and genograms. The qualitative analysis followed the paths of the grounded-theory. The results point to changes in the fishing activities along the different generations, mainly with respect to the materials for non-industrial fishery and the commercialization of the product. There were evidences of linearities of generational transmission of knowledge about fishing and the definition of womens and mens roles. Besides there were found transformations in the educational models patterns of the previous generations. The new form of elaboration on the childrens education is guided by dialogue and expressions of affection which in the past was mediated by punishments and authority. The changes in communication patterns are explicit by means of the rupture of the silence and the openness for decision making. In order to face the risk situation the children and the elders are included. These results underline that the familiar education of these groups promotes opportunities of coletive thinking over the socio environmental vulnerabilities and can constitute social and participant individuals that may choose whether they want to carry on with the ARTESANAL fishing activity. However, this model of education in the non industrial fishing families dialogue based is coherent with the perspective of environmental education whose purpose is to reinforce that the cultural intergenerational transmission might provide a critical, reflexive and transforming view of the social reality.
Document Type Other
Editor(s) Maria do Carmo Galiazzi; Heloísa Szymanski; Maria Angela Mattar Yunes
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

    Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia