Detalhes do Documento

Etiopatogenia da pancreatite aguda: a propósito da casuística da unidade de cui...

Autor(es): Alves, João Vítor Pina cv logo 1

Data: 2009

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10316/15951

Origem: Estudo Geral - Universidade de Coimbra

Assunto(s): Pancreatite; Unidades de cuidados intensivos


Descrição
A pancreatite aguda é a doença pancreática mais comum, consistindo numa inflamação aguda do pâncreas com envolvimento regional e sistémico variável. Representa uma das principais causas de internamento em unidades de cuidados intensivos de gastroenterologia, apresentando ainda, na actualidade, elevadas taxas de mortalidade e morbilidade, principalmente nas formas severas da doença. A maioria dos casos devemse a litíase biliar e consumo excessivo de álcool. Causas metabólicas, estruturais, traumáticas, infecciosas, vasculares e genéticas estão presentes numa minoria dos doentes. Apesar de se considerar a pancreatite aguda como o culminar de um processo de autodigestão pancreática resultante da activação prematura de enzimas pancreáticos, os mecanismos fisiopatológicos que condicionam esse fenómeno não estão, ainda, completamente esclarecidos. No presente artigo procedeu-se a uma revisão das principais etiologias da pancreatite aguda, à luz da casuística da Unidade de Cuidados Intensivos de Gastroenterologia dos Hospitais da Universidade de Coimbra, recolhida entre 1992 e 2006. Foram, assim, consideradas, não só as etiologias presentes na referida série, mas também outras possíveis causas de pancreatite aguda, nomeadamente no que concerne às suas patogenia, clínica, diagnóstico, tratamento e prognóstico.
Tipo de Documento Dissertação de Mestrado
Idioma Português
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Documentos Relacionados