Detalhes do Documento

Para Além dos Números. As Consequências Pessoais do Desemprego. Trajectórias de...

Autor(es): Caleiras, Jorge Manuel Alves cv logo 1

Data: 2011

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10316/16439

Origem: Estudo Geral - Universidade de Coimbra

Assunto(s): Desemprego; Emprobecimento; Sociologia do desenvolvimento; Pobreza; Sociedades modernas


Descrição
Este trabalho apresenta os resultados de uma investigação, cujo objectivo central passou por conhecer melhor as consequências pessoais do desemprego, em particular a relação deste com situações de pobreza. Embora estas duas realidades – desemprego e pobreza – não se sobreponham necessariamente, a verdade é que, com frequência, se encontram. Foi, aliás, nesta ideia que se fundou a hipótese de partida – a de que o desemprego é gerador de situações de risco de pobreza. Em que medida é que o desemprego pode tor-nar-se fonte de pobreza? E como é que esta relação se passa num “território-laboratório” concreto (o distrito de Coimbra) e num tempo definido (2000-2005)? Eis duas questões, inicialmente formuladas, que serviram de fio condutor à pesquisa. Reconhecendo que o desemprego não pode ser visto como uma realidade social ontolo-gicamente dissociada dos indivíduos, isto é, separada dos desempregados, assumiu-se que as consequências que ele gera estão antes de mais inscritas nas histórias pessoais, singulares e irredutíveis, daqueles que o experimentam. Nesse sentido, como próprio título indicia – “Para Além dos Números…” –, o método seguido consistiu em não entender o desemprego apenas pelo lado das consequências macro (redução da capacidade produtiva, aumento da despesa pública, etc.), mas sim em focalizar o olhar nas consequências na vida dos próprios desempregados (micro-análise). Deste modo, a preocupação de conhecer a relação “a partir de dentro” fez colocar os desempregados no centro da discussão e remeteu o estudo para um patamar experiencial que exigiu grande proximidade do objecto. Depois de uma análise estatística “clássica” e de uma análise longitudinal de trajectórias de desempregados, baseada numa matriz extraída da base de dados nacional da segurança social, o estudo baixou de nível de pormenorização até se atingir a expressão mais fina e individualizada, conseguida pela via da aplicação de entrevistas aos próprios desempregados e a actores que operam no domínio das políticas sociais e de emprego. A conjugação de resultados obtida aponta no sentido de considerar que, embora de for-ma diferenciada, as consequências geradas pelo desemprego, tanto no plano objectivo quanto no subjectivo, desencadeiam ou acentuam múltiplas manifestações de pobreza, que, na sua maioria, podem designar-se de “suaves” e “integradas”. Nesse sentido, defende-se que, à semelhança das manifestações de pobreza mais “severas”, conhecidas e intervencionadas através do Rendimento Social de Inserção, estas, embora menos visíveis, “envergonhadas” e, portanto, mais complexas, não podem, por isso, deixar de ser combatidas, também elas, pela via da intervenção pública. Perante elas, o Estado não pode lavar as mãos como Pilatos. This work displays the results of an investigation whose core objective was to acquire a deeper knowledge of the personal consequences of unemployment, particularly the rela-tionship between unemployment and situations of poverty. Although these two realities - unemployment and poverty – do not necessarily overlap, the truth is that they do fre-quently meet. Indeed, this was the idea upon which the initial hypothesis was based upon – that unemployment begets situations of poverty risk. To what extent can unem-ployment become a source of poverty? And how does this relationship occur in an ac-tual „laboratory-territory‟ (the district of Coimbra) and during an established period of time (2000-2005)? These two initially formulated questions served as a guideline for the research carried out. It being acknowledged that unemployment cannot be regarded as a social reality onto-logically dissociated from individuals – i.e., separate from unemployed persons – it was assumed that the consequences it generates are, first and foremost, engraved in the unique and irreducible personal histories of those who experience it. In this sense, as its title suggests – „Beyond the Numbers ...‟ –, the methodology con-sisted not only in understanding unemployment over the macro consequences (reduc-tion of production capacity, increased public spending, etc.), but also focusing on the consequences on the lives of the unemployed people (micro-analysis). The concern in getting to know the relationship „from the inside‟ placed the unem-ployed at the crux of the discussion and transferred the study to a threshold of experi-ence which demanded close proximity to the object. After a „classic‟ statistical analysis and a longitudinal analysis of the paths followed by the unemployed, based on a matrix extracted from the social security national database, the study lowered its level of detail until it reached the most refined and individualised of expressions, through the applica-tion of interviews to the unemployed themselves and to players operating in the fields of social policymaking and employment. The conjunction of results obtained points towards the consideration that, albeit in dif-ferent ways, the consequences generated by unemployment, on both the subjective and objective level, give rise to or accentuate multiple manifestations of poverty which can for the most part be defined as „mild‟ and „integrated‟. In this sense, it is defended that, similarly to the more „severe‟ manifestations of poverty which are known and combated through the Rendimento Social de Inserção (Social Integration Income), these manifes-tations, though less visible, „embarrassed‟ and therefore more complex, must not be ignored as a result, but must likewise be combated through public intervention. When confronted with these manifestations, the State cannot simply wash its hands like Pilate. Tese de doutoramento em Sociologia, na especialidade de Sociologia do Desenvolvimento e da Transformação Social, apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra
Tipo de Documento Tese de Doutoramento
Idioma Português
Orientador(es) Hespanha, Pedro
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

    Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia