Detalhes do Documento

Thrombotic recurrent events after cerebral vein thrombosis

Autor(es): Miranda, Bruno André e Silva, 1982- cv logo 1

Data: 2010

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10451/4171

Origem: Repositório da Universidade de Lisboa

Assunto(s): Trombose; Embolia e trombose intracraniana; Reincidência; Tromboembolia; Tromboembolia venosa; Anticoagulantes; Teses de mestrado - 2011


Descrição
Tese de mestrado, Neurociências, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2011 Introdução: Após uma trombose dos seios venosos cerebrais (TSV), o risco de recorrência trombótica está aumentado. O tempo até um segundo evento trombótico e os factores de risco associados à recorrência não foram adequadamente avaliados em estudos prospectivos. Métodos: Foram utilizados dados do International Study on Cerebral Vein and Dural Sinus Thrombosis (ISCVT) que incluiu 624 doentes com TSV seguidos durante um período de tempo com mediana de 13,9 meses. Os parâmetros de medida incluíram todos os eventos trombóticos venosos ou arteriais recorrentes sintomáticos, incluindo recorrência de TSV. Os potenciais preditores de recorrência, que incluíram características demográficas, achados imageológicos, anomalias trombofílicas, outros factores de risco para TSV e anticoagulação, foram avaliados por análise de sobrevivência usando o método de Cox. Resultados: Dos 624 doentes incluídos, 43 (6,9%) teve pelo menos uma recorrência trombótica. A taxa de recorrência foi de 5,1 por 100 pessoaanos para qualquer tipo de recorrência após a TSV inicial, 4,1 por 100 pessoa-anos para eventos tromboembólicos venosos, 1,5 por 100 pessoaanos para recorrência de TSV e 0,8 por 100 pessoa-anos para eventos trombóticos arteriais. De todos os eventos trombóticos, 65,2% (n=30) ocorreram no primeiro ano. Vinte e quatro (63,2%) eventos tromboembólicos venosos e 9 (64,3%) recorrências de TSV aconteceram no primeiro ano. O sexo masculino (HRs= 2,6; 95% CI, 1,4–5,1; p=0,004) e a presença de policitémia/trombocitémia (HRs= 4,4; 95% CI, 1,6–12,7; p=0,005) foram os únicos factores associados a um aumento significativo de eventos tromboembólicos venosos na análise multivariada. Conclusão: O risco de recorrência é baixo para uma segunda TSV, mas é moderado quando se consideram os outros eventos tromboembólicos venosos. Os doentes do sexo masculino e com policitémia/trombocitémia têm mais frequentemente eventos tromboembólicos venosos após TSV. Introduction: After cerebral vein and dural sinus thrombosis (CVT) there is an increased risk of further thromboembolic events. Time to a second cerebral or systemic thrombotic event and risk factors for recurrence have not been investigated in large prospective studies. Methods: Data was collected from the International Study on Cerebral Vein and Dural Sinus Thrombosis (ISCVT), which included 624 CVT patients followed up for a median of 13.9 months. Outcome measures included all symptomatic venous or arterial thrombotic events, including CVT recurrence. Potential predictors of recurrence including demographic characteristics, imaging features, thrombophilic abnormalities, other risk factors for CVT and anticoagulation were analyzed by Cox survival analysis. Results: Of the 624 included patients, 43 (6.9%) had at least one recurrent thrombotic event. The rate of recurrence was 5.1 per 100 person-years for any thrombotic event after the initial CVT, 4.1 per 100 person-years for venous thromboembolic events (VTEs), 1.5 per 100 person-years for CVT recurrence and 0.8 per 100 person-years for arterial thrombotic events. Of all thrombotic events, 65.2% (n=30) occurred within the first year. Twentyfour (63.2%) VTEs and 9 (64.3%) CVT recurrences occurred within the first year. Male gender (HRs= 2.6; 95% CI, 1.4–5.1; p=0.004) and polycythemia/thrombocythemia (HRs= 4.4; 95% CI, 1.6–12.7; p=0.005) were the only factors associated with a significant higher risk of VTEs in multivariate survival analysis. Conclusion: The risk of recurrence of CVT is low, but is moderate for other VTEs. Recurrence of venous thrombosis after CVT is more frequent among men and in patients with polycythemia/thrombocythemia.
Tipo de Documento Dissertação de Mestrado
Idioma Inglês
Orientador(es) Ferro, José Manuel, 1951-
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Documentos Relacionados


    Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia