Detalhes do Documento

A necrópole romana da Rouca (Alandroal, Évora)

Autor(es): Rolo, Ana Mónica da Silva cv logo 1

Data: 2010

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10451/4248

Origem: Repositório da Universidade de Lisboa

Assunto(s): Necrópoles romanas - Alandroal (Évora, Portugal); Arquitectura funerária - Alandroal (Évora, Portugal); Cerâmica - Alandroal (Évora, Portugal); Vidros - Alandroal (Évora, Portugal); Epigrafia - Alandroal (Évora, Portugal); Teses de mestrado - 2010


Descrição
Tese de mestrado, Arqueologia, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2010 O presente trabalho pretende ser um contributo para o estudo da necrópole romana da Rouca (Alandroal, Évora), cujo espólio actualmente compõe a Colecção 0156 do Museu Nacional de Arqueologia. Esta necrópole de incineração foi escavada em 1905 sob a orientação de J. Leite de Vasconcelos, director do então Museu Etnológico Português, e a ausência de registos documentais conhecidos sobre os trabalhos de escavação coloca inúmeras limitações ao nosso actual conhecimento sobre a realidade arqueológica da Rouca. Com base na análise dos materiais com contexto de sepultura devidamente conhecido, propomo-nos a caracterizar este espaço funerário, definir os limites cronológicos da respectiva diacronia de utilização, e conhecer o contexto sociocultural subjacente. Constituíram objecto de estudo do presente trabalho as cerâmicas finas (sigillata, cerâmica de paredes finas, lucernas), a cerâmica comum, e os vidros, atribuídos às diversas sepulturas da necrópole da Rouca, e duas placas funerárias (uma epigrafada e outra anepígrafa) atribuídas à necrópole mas sem contexto de sepultura conhecido. O restante espólio – metais, material orgânico e material lítico – atribuído à necrópole e constante da referida colecção não foi analisado no âmbito deste trabalho. O estudo dos conjuntos funerários permitiu constatar o enquadramento da necrópole da Rouca na realidade arqueológica do mundo funerário romano do Nordeste Alentejano, e distinguir dois momentos fundamentais de utilização da mesma: um momento datável da segunda metade do séc. I d.C. – inícios/ meados do séc. II, comum à maioria dos conjuntos estudados; e um momento posterior, datável a partir da segunda metade do séc. III d.C., e eventualmente meados do séc. IV, documentado pela presença de sigillata clara. Abstract: The present paper intends to be an input for the study of the Roman necropolis of Rouca (Alandroal, Évora), which archaeological remains currently compose Collection 0156 of Museu Nacional de Arqueologia (Lisbon). This incineration necropolis was excavated in 1905 under the guidance of J. Leite de Vasconcellos, and the absence of field data limits our current knowledge about the archaeological site of Rouca. Based on the analysis of the artifacts with context of grave properly known, we propose to characterize this necropolis, to define the chronological limits of its use, and to understand its sociocultural context. At the present paper we study the fine potteries (sigillata, pottery of fine walls, lamps), the common pottery, and the glasses, attributed to the several graves of Rouca, and two funerary plaques (one with an inscription and the other without) also attributed to this necropolis but without context of grave known. The other remains – metal, ecofacts and lithic material – attributed to the necropolis of Rouca, and also included in Collection 0156 of Museu Nacional de Arqueologia, were not studied. The analysis of the funerary sets from Rouca allowed us to relate this necropolis to the archaeological evidence of Roman funerary practices in the North-eastern Alentejo, and to distinguish two crucial moments of use: one datable to the second half of the first century A.D. until the second century, common to most of the studied sets; and a subsequent moment, datable to the second half of the third century A.D., and eventually fourth century, documented by the presence of African sigillata.
Tipo de Documento Dissertação de Mestrado
Idioma Português
Orientador(es) Fabião, Carlos,1959-
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Documentos Relacionados


    Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia