Detalhes do Documento

Caracterização da fracção sesquiterpénica de populações de camomila (Matricaria...

Autor(es): Petronilho, Sílvia Lancha cv logo 1

Data: 2008

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10773/3161

Origem: RIA - Repositório Institucional da Universidade de Aveiro

Assunto(s): Bioquímica; Plantas medicinais; Compostos bioactivos; Camomila; Cromatografia gasosa


Descrição
A camomila (Matricaria recutita L.) pertence à família das Asteraceae e é considerada uma das mais importantes plantas medicinais. O consumo e interesse crescente pela camomila devem-se às suas propriedades medicinais, associadas à presença de compostos com actividade biológica, nomeadamente, sesquiterpenóides. O a-bisabolol é um dos principais sesquiterpenóides da camomila, ao qual estão associadas propriedades antiinflamatórias, anti-fúngicas, anti-bacterianas, entre outras. A actividade terapêutica deste composto apresenta-se, também, bastante promissora no tratamento de tumores. Com este trabalho foi, inicialmente, desenvolvida uma metodologia para a caracterização da fracção sesquiterpénica da camomila, por recurso à microextracção em fase sólida, em modo de espaço de cabeça, associada à cromatografia em fase gasosa com detecção por espectrometria de massa com quadrupolo (HS-SPME/GC–qMS). Para a realização de todo o trabalho foram usadas amostras de M. recutita L., provenientes de diferentes zonas geográficas, tipos de cultura e colheitas. Os resultados obtidos permitiram definir o perfil global em sesquiterpenóides. Foi, ainda, foi possível estabelecer o quimiotipo de cada população analisada. As populações estudadas pertencem ao quimiotipo do óxido de bisabolol B, com excepção da população B1. A metodologia de HS-SPME/GC–qMS desenvolvida foi usada para estimar a quantidade de α-bisabolol nas inflorescências de camomila pelo método de adição padrão. Seguiu-se uma fase exploratória de pesquisa de metodologias que permitiram obter extractos enriquecidos em sesquiterpenóides. Assim, testou-se a alta pressão isostática e a extracção com CO2 supercrítico. Os resultados foram bastante promissores no que diz respeito à caracterização sesquiterpénica das inflorescências de camomila. Finalmente, foram avaliados os potenciais efeitos biológicos dos componentes da camomila, tais como, o efeito anti-oxidante. Dos cinco padrões estudados, o trans-b-farneseno foi aquele que apresentou maior actividade antioxidante. Mestrado em Bioquímica e Química dos Alimentos
Tipo de Documento Dissertação de Mestrado
Idioma Português
Orientador(es) Carriço, Sílvia Maria da Rocha Simões; Silva, Manuel António Coimbra Rodrigues da
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Documentos Relacionados


    Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia