Detalhes do Documento

Planeamento territorial e a aplicação da banda desenhada à participação pública

Autor(es): Tavares, João Manuel da Cruz cv logo 1

Data: 2010

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10773/3435

Origem: RIA - Repositório Institucional da Universidade de Aveiro

Assunto(s): Planeamento do território; Planeamento urbano; Participaçãp pública; Comunicação visual; Banda desenhada


Descrição
A presente dissertação propõe a possibilidade de a banda desenhada ser utilizada em participação pública no planeamento territorial. A investigação incidiu essencialmente em pesquisa bibliográfica, Internet e entrevista. Inicialmente, descreve-se o contexto actual das ideias relativas ao planeamento territorial, as dificuldades e desafios propostos aos diversos sectores da sociedade (em Portugal como noutros países) demonstrando a importância de mobilizar as pessoas. A ideia estruturante desta fase é que o planeamento territorial exige comunicação, recorrendo a métodos qualificados. Seguidamente, determina-se que elementos são fundamentais em processos de participação pública, como o conhecimento sobre os agentes envolvidos ou a utilização de ferramentas de comunicação visual (tradicionais e computorizadas). Ao abordar os processos de apreensão do conhecimento e de visualização do ser humano, pretende-se estudar a banda desenhada na sua vertente comunicativa, ou seja, como ferramenta que transmite facilmente conceitos. Finalmente, explora-se um pouco das potencialidades oferecidas pelas novas tecnologias da comunicação e informação em articulação com a banda desenhada e o planeamento, demonstrando as possibilidades de articulação entre estas áreas. Conclui-se que embora necessite ser desenvolvida alguma investigação na matéria, a banda desenhada é uma ferramenta de custos reduzidos que utilizada no planeamento, estimula o diálogo e a clareza entre os agentes. Com o desenvolvimento actual da banda desenhada, também é permitido hoje em dia pensar na sua interligação com as ferramentas informáticas e esta estar disponível on-line, com possibilidades de interactividade. ABSTRACT: The present dissertation proposes the possibility of comics as a tool for public participation on planning. Initially, the actual context on the ideas related to planning, the difficulties and challenges proposed to several of society’s sectors is described (in Portugal as in other countries) demonstrating the importance on mobilizing people. This phase’s main idea is that planning demands communication, appealing to qualified methods. Next, it is determined which elements are fundamental to public participation processes, such as the knowledge on involved stakeholders or the use of visual communication tools (traditional and computerized). By approaching the human being’s knowledge apprehension and visualization processes, it is intended to study comics in its communicative meaning, as a tool that easily transmits concepts. Finally, are explored some of the potentials offered by new communication and information technologies in articulation with comics and planning, demonstrating its possibilities. It is concluded that although some research on this subject is required, comics is a low budget tool that used on planning, stimulates dialog and clarity between the stakeholders. With comics actual development is also allowed to preview its interconnection with informatics tools as well as on-line applications, with interactivity possibilities. Mestrado em Inovação e Políticas de Desenvolvimento
Tipo de Documento Dissertação de Mestrado
Idioma Português
Orientador(es) Pires, Artur da Rosa
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo