Document details

Avaliação da qualidade do sono em estudantes universitários e a sua relação com Disfunções Temporomandibulares Musculares

Author(s): Coelho, Ana Filipa Martins

Date: 2014

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10284/4347

Origin: Repositório Institucional - Universidade Fernando Pessoa

Subject(s): Sleep medicine; Sleep mecanisms; Neurophysiology of sleep; Sleep disorders; Sleep disorders AND students; Temporomandibular disorders; Myogenous temporomandibular disorders; Temporomandibular disorders AND students; Sleep disorders AND temporomandibular disorders


Description

Na literatura é demonstrada a existência de uma relação entre qualidade do sono e a presença de disfunções temporomandibulares (DTMs), sendo que o aumento do grau de disfunção implica um decréscimo da qualidade de sono ou vice-versa. As condições musculares são as mais comuns em pacientes com má qualidade de sono. O objectivo deste estudo foi avaliar a qualidade do sono em estudantes universitários e a sua relação com DTMs musculares. Foi realizada uma revisão bibliográfica narrativa do tema com as palavras-chave: “sleep medicine”; “sleep mecanisms”; “neurophysiology of sleep”; “sleep disorders”; “sleep disorders AND students”; “temporomandibular disorders”; “myogenous temporomandibular disorders”; “temporomandibular disorders AND students”; “sleep disorders AND temporomandibular disorders”. Realizou-se, posteriormente, uma investigação científica, numa amostra de 100 estudantes da Universidade Fernando Pessoa, utilizando-se um questionário, o Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI), e realizando-se o exame clínico, segundo a versão portuguesa dos Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (Critérios de Diagnóstico para a Pesquisa de Disfunções Temporomandibulares-CDP/DTM) para a realização do diagnóstico das DTMs musculares. No estudo realizado, verificou-se que 29% dos estudantes universitários apresentaram má qualidade de sono, sendo o género feminino o mais afectado. Do total de estudantes com má qualidade de sono, apenas 27,6% classificaram a qualidade do seu sono como moderadamente má ou muito má. Verificou-se uma relação estatísticamente significativa entre a má qualidade de sono e a presença de contracções musculares durante o sono. 25% destes casos manifestaram dor miofascial com limitação da abertura. A DTM muscular esteve presente em 19% da amostra, sendo que o subtipo mais comum foi a dor miofascial com limitação da abertura. 73,2% dos estudantes que não relataram dor facial apresentaram boa qualidade de sono, assim como 70,8% daqueles sem DTM muscular apresentaram, também, boa qualidade de sono. Dos estudantes com DTM muscular, 20% tinham má qualidade de sono. A associação da qualidade do sono com DTM muscular não foi verificada neste estudo, pelo que é fundamental investigações futuras sobre o tema com a utilização de critérios mais adequados quer para a avaliação da qualidade do sono quer das DTMs. In the literature it is shown that there is a relationship between quality of sleep and the presence of temporomandibular disorders (TMD), and the increasing degree of impairment involves a decline in sleep quality or vice versa. Muscle conditions are more common in patients with poor quality of sleep. The aim of this study was to evaluate sleep quality in university students and its relationship with muscular TMD. A narrative literature review was performed using the following keywords: “sleep medicine”; "sleep mechanisms"; "neurophysiology of sleep"; "sleep disorders"; "sleep disorders AND students"; "temporomandibular disorders"; "myogenous temporomandibular disorders"; "temporomandibular disorders and students"; "sleep disorders AND temporomandibular disorders." Was held, later, a scientific research, evaluating100 students at the University Fernando Pessoa, using a questionnaire, the Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI), and performing clinical examinations, according to the portuguese version of the Research Diagnostic criteria for Temporomandibular Disorders (Critérios de Diagnóstico para a Pesquisa de Disfunções Temporomandibulares – CDP/DTM) for the muscular TMD diagnosis.. In the study, it was found that 29% of college students had poor sleep quality, and the most affected were females. Of all students with poor sleep quality, only 27.6% rated the quality of their sleep as moderately bad or very bad. There was a statistically significant relationship between poor sleep quality and the presence of muscle contractions during sleep. 25% of these cases had myofascial pain with limited opening. Muscular TMD was present in 19% of the sample, and the most common subtype was myofascial pain with limited opening. 73.2% of students who reported facial pain had good sleep quality, as well as 70.8% of those without muscular TMD also showed good sleep quality. Students with muscular TMD, 20% had poor sleep quality. The association between sleep quality and muscular TMD was not observed in this study, so it is essential future research on the subject with the use of more objective criteria for assessing whether sleep quality or TMD.

Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Barbosa, Cláudia; Manso, M. Conceição
Contributor(s) Coelho, Ana Filipa Martins
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents