Document details

Porque não vou (mais) à escola?: do pai que apoia à mãe que acompanha

Author(s): Sampaio, João Rui Duarte

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10284/5531

Origin: Repositório Institucional - Universidade Fernando Pessoa

Subject(s): Educação; Emancipação da mulher; Encarregado(a) de educação; Estilos e práticas parentais; Relação Escola-Família-Comunidade; Education; Woman’s emancipation; Parents; Parental practices and styles; Relation School-Family-Community; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Ciências da Educação; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Ciências da Educação; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Ciências da Educação


Description

Muitos são os investigadores e estudiosos que, em todas as partes do mundo, se têm debruçado sobre a relação Escola–Família–Comunidade, tentando perceber os preditores que justificam, por exemplo, a indisciplina ou o (in)sucesso na sala de aula. Movidos pela curiosidade de 25 anos a trabalhar no sistema educativo, quisemos perceber o papel da mulher no que à educação formal dos filhos diz respeito. Empiricamente sabíamos que normalmente à mãe cabe mais esta tarefa de ser a Encarregada de Educação dos seus descendentes e quisemos perceber porquê. Que características concorrem para que a ela seja entregue esta “missão”? Igualmente quisemos saber se esta “missão” era solitária ou se o seu cônjuge coopera e de que forma. De uma parte teórica baseada na literatura existente através da qual procurámos perceber o(s) papel(éis) da mulher anterior e posteriormente ao 25 de abril de 1974 e da lenta integração legal dos Encarregados de Educação nas escolas, partimos para um trabalho de investigação assente nos alunos do AENelas e respetivos Encarregados de Educação. Colaboraram connosco 44 Encarregados de Educação de alunos do 9.º ano que, através das suas respostas, permitiram perceber que os novos tempos são, teoricamente, de partilha, porém, na prática, é ao elemento feminino da família que compete a assunção do cargo de Encarregado de Educação. Os respondentes inclinam-se (nas suas respostas) para a disponibilidade de tempo, contudo, coincidência ou não, a maioria trabalha e a minoria, quer de Encarregados quer de Encarregadas de Educação, tem habilitações literárias inferiores ao seu cônjuge ou companheira(o). Há aspetos incontornáveis que não deixam dúvidas: a função de EE é “vitalícia” e marcadamente “feminina”.

Many are the researchers and the scholars that, in every part of the world, have discussed about the relation School-Family-Community, trying to understand the predictors that justify, for example, indiscipline or (un)success in the classroom. Out of curiosity of 25 years working in the educational system, we wanted to understand the role of the woman in what the children’s formal education is concerned. Empirically, we knew that this role is normally up to the mother and we wanted to know what the reason was. Why is she always given this “mission”? Also, we wanted to know if this “mission” was a lonely task or if her husband cooperated and how. From a theoretical part based on the existing literature, through which we sought to understand the role(s) of the woman before and after the 25th April 1974 and the slow legal integration of parents in schools, we set out to a research work based on the students of AENelas and their parents. 44 parents of year 9 students have cooperated with us and their answers allowed us to realize that the new times are theoretically ones of sharing, however, in practice, it’s up to the female member of the family to assume the leading educational role. The respondents tend (in their answers) to justify it with the time availability, however, coincidently or not, most of them work and a minority, which includes both the male and the female parent, has lower educational qualifications than his/her partner. There are undeniable aspects: the function of being in charge of the formal education of the children is a “lifetime” and clearly “feminine” one.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Alves, Maria da Piedade Gonçalves Lopes
Contributor(s) Sampaio, João Rui Duarte
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents