Document details

Histórias de um culto: Nossa Senhora dos Remédios, em Lamego

Author(s): Carvalho, Aida

Date: 2013

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10198/10827

Origin: Biblioteca Digital do IPB

Subject(s): Culto Mariano; Concílio de Trento; Nossa Senhora dos Remédios.


Description

O culto mariano é uma constante na cultura portuguesa e peninsular, existindo desde o princípio da nacionalidade, com as célebres cantigas de Santa Maria, de Afonso X. Conhecer a história do culto de Nossa Senhora dos Remédios, em Lamego, e o espaço de feição constituem uma das prioridades desta investigação. Esta investigação centra-se entre os séculos XVII/XX como período de análise, no pressuposto de que essa delimitação permite analisar importantes e dissemelhantes contextos político-culturais e religiosos. Se é certo que, a primeira baliza temporal se justifica pela necessidade de examinar a raiz antropológica e devocional do início da formação do culto e os primórdios da Irmandade de Nossa Senhora dos Remédios, enquanto gestionária do culto, a segunda limita o período da observação. Os aportes documentais foram as atas da Irmandade de Nossa Senhora dos Remédios (AINSRL) e alguns apontamentos da História da Igreja da Diocese de Lamego cujos níveis de leitura variam conforme a contextualização sociocultural, histórica, antropológica e ideológica da época. Daí que não se pretenda proceder a uma interpretação do perfil teológico-pastoral da devoção, mas sim, face ao reconhecido interesse destes documentos bem como à pluralidade das matérias aqui versadas, compreender as sociabilidades e representações políticas cuja representação religiosa não é senão uma parte. O culto foi introduzido na sequência do movimento da reforma religiosa e das resoluções do Concílio de Trento (1545-1563), pois a atmosfera era propícia a estados transitórios de dulia para a hiperdulia, acabando por contribuir de forma capital para a mutabilidade da devoção de Santo Estevão para a Nossa Senhora dos Remédios. Esta mobilidade foi ampliada pela Igreja, inserindo a devoção à Virgem dos Remédios numa estratégia de legitimação da defesa dos seus interesses, apresentando-a como miraculosa, manifestada através de lendas de milagres que culminou na atenção e fervor religiosos do povo. No intuito de criar um centro de peregrinações foi fundado o santuário de Nossa Senhora dos Remédios, no Monte de Santo Estevão, em Lamego, cuja primeira pedra foi lançada no ano de 1750. A sua construção foi fundamental para enquadrar e dirigir o fenómeno devocional que exponencialmente ia crescendo, arrastando públicos/romeiros diferentes, afluindo crentes e não crentes. Para estabelecer os perfis dos romeiros recolheu-se uma amostra através de um inquérito estruturado realizados no dia oito, do mês de setembro, nos anos de 2007 e 2009, com o objetivo de compreender de que forma estes indivíduos se relacionam e/ou foram harmonizados no sistema religioso, os gostos, as preferências e o modo como o culto tem vindo a ser influenciado por outros cultos, em particular pelo culto de Nossa Senhora de Fátima.

Document Type Doctoral thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Carvalho, Aida
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents