Document details

Avaliação funcional, do equilíbrio corporal e de diferentes manifestações de força em mulheres osteoporóticas

Author(s): Correia, João

Date: 2012

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10198/8255

Origin: Biblioteca Digital do IPB

Subject(s): Densidade mineral óssea; Menopausa; Osteoporose; Qualidade de vida; Quedas


Description

Objectivo: Este estudo teve como objectivo avaliar a capacidade funcional, o equilíbrio corporal e as diferentes manifestações de força em mulheres osteoporóticas pósmenopáusicas do concelho de Bragança. Métodos: A amostra foi composta por 26 mulheres osteoporóticas com uma idade média de 66,51 (± 6,33) anos. A recolha dos dados foi realizada durante os meses de Abril a Julho de 2011, através da aplicação de questionários e avaliações práticas aprovados pela Administração Regional de Saúde do Norte. Resultados: 38,4% das mulheres da nossa amostra sofreram fracturas de baixo impacto, 65,4% tomavam terapêutica de suplementação de cálcio ou vitamina D e 46,2% tiveram menopausa precoce, com idade de menopausa aos 45,23 (± 7,10) anos. Todas as mulheres deste estudo apresentaram excesso de peso (IMC = 27,49 kg/m2), tendo como critério o índice de massa corporal; a pontuação total do questionário Osteoporosis Assessment Questionnaire e da Falls Efficacy Scale foi de 241,92 (± 43,92) e 82,27 (± 18,70) pontos respectivamente; o tempo necessário para a realização do Time Up and Go Test foi de 9,35 (± 2,38) segundos; o resultado obtido no Sit-to-Stand em 30 segundos foi de 9,96 (± 2,63) repetições; a percentagem de gordura corporal total foi de 34,21 (± 6,96) %. Conclusões: as mulheres com menor risco de queda no equilíbrio dinâmico são também aquelas que registaram melhor equilíbrio corporal estático; as mulheres com melhores resultados no Sit-to-Stand em 30 segundos e um menor tempo no Time Up and Go Test relacionaram-se com melhores resultados nas avaliações de força muscular nos membros superiores; um aumento no tempo para a realização do Time Up and Go Test relacionou-se com piores resultados nas avaliações da composição corporal; resultados mais elevados de força muscular nos membros superiores corresponderam a um melhor equilíbrio corporal estático. Objective: The purpose of this study was to assess the functional capability, the body balance and strength parameters in postmenopausal osteoporotic women of the Bragança region. Methods: The sample was composed by 26 osteoporotic women with a mean age of 66.51 (± 6.33) years old. The data collection was made between April and June of the year 2011, through the application of questionnaires and practical evaluations approved by the North Health Regional Board. Results: 38.4% of the sample suffered from low impact fractures, 65.4% used calcium or vitamin D supplementation and 46.2% had precocious menopause, with menopause age of 45.23 (± 7.10) years old. All women evaluated were with overweight (BMI = 27.49 kg/m2); the total score of the Osteoporosis Assessment Questionnaire and Falls Efficacy Scale was 241.92 (± 43.92) and 82.27 (± 18.70), respectively; the Time Up and Go Test was accomplished in 9.35 (± 2.38) seconds; in the Sit-to-Stand in 30 seconds it were obtained 9.96 (± 2.63) repetitions; the body fat total percentage was 34.21 (± 6.96) %. Conclusions: the women with less risk of fall in the dynamic balance ware also those that achieved a higher static body balance; women with better results in the Sit-to-Stand in 30 seconds and with less time spent in the Time Up and Go Test were related with better results in the upper limb strength evaluation; an increase in time in the Time Up and Go Test were related with lower scores in the body composition evaluation; higher scores in the upper limb strength evaluation were associated to a higher static body balance.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Novo, André
Contributor(s) Correia, João
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo