Document details

Relação entre stress e periodontite

Author(s): Marques, Ivo

Date: 2015

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.26/10889

Origin: Egas Moniz - Cooperativa de Ensino Superior, CRL

Subject(s): Stress; Periodontite; Cortisol


Description

O stress pode ser descrito como um estado de tensão psicológica ou física causada por estímulos físicos, mentais ou emocionais, internos ou externos que alteram o correto funcionamento do organismo. Fatores stressantes são estímulos ou ocorrências que têm a capacidade de induzir respostas ao stress. As situações de stress promovem a ativação de três principais mecanismos homeostáticos mediados por: glândula hipofisária (eixo-hipotálamo‐hipófise‐adrenal), sistema nervoso simpático (noradrenalina e adrenalina) e inflamação neurogénica (neuro peptídeos). A doença periodontal é uma patologia infecto-inflamatória dos tecidos de suporte dentários, que apresenta como fator etiológico principal a placa bacteriana. Os fatores bacterianos interagem com os diversos componentes celulares e moleculares do sistema imunitário originando uma resposta imunoinflamatória no hospedeiro cujas características clínicas variam desde a inflamação gengival, gengivite, até à destruição de tecidos periodontais que caracteriza a periodontite. No entanto, há que realçar que a gengivite, se não for tratada, pode evoluir para periodontite crónica. Um dos fatores do hospedeiro, que demonstrou poder influenciar os processos imunoinflamatórios é o stress. Perante um agente causador de stress, uma das formas de reação do organismo é a ativação da glândula hipofisária, que desencadeia uma cascata de reações culminando com a segregação de cortisol. A associação entre o stress e a doença periodontal tem sido observada em diversos estudos, assim como os mecanismos pelos quais os processos catabólicos a ela associados poderão interferir com os processos da imunidade inata que têm um papel importante na resposta do hospedeiro. Assim é biologicamente plausível elaborar uma hipótese segundo a qual o aumento dos níveis de cortisol como resposta ao stress físico e psicológico, possa estar associado ao aumento da inflamação periodontal, nomeadamente ao início da Periodontite.

Dissertação para obtenção do grau de Mestre no Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Fonseca, Jorge; Cardoso, José Maria Neves
Contributor(s) Marques, Ivo
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents