Document details

Necessidade e procura do tratamento ortodôntico na consulta da clínica universitária do ISCSEM

Author(s): Dias, Ana Rita de Almeida

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.26/14657

Origin: Egas Moniz - Cooperativa de Ensino Superior, CRL

Subject(s): Necessidade; Procura; Má oclusão; Ortodontia


Description

Objetivos: é essencial que o ortodontista ouça o paciente e compreenda as razões que o levam a procurar tratamento, pois só conjugando esse motivo com a necessidade do mesmo, se consegue obter o resultado desejado. Tendo por base esta premissa, são objetivos deste estudo a identificação do motivo da consulta de ortodontia e aferição da real necessidade do tratamento ortodôntico. Materiais e métodos: avaliaram-se os processos clínicos de 123 pacientes, que iniciaram tratamento ortodôntico na Clínica Universitária do ISCSEM, no ano de 2015, tendo sido recolhida informação sobre: a sua idade e género, o motivo da consulta, quem encaminhou para a consulta de ortodontia, o tipo de má oclusão existente e sua caracterização, o tipo de tratamento proposto e o tipo de aparatologia ortodôntica utilizada. Resultados: a maioria dos indivíduos, maioritariamente do género feminino (56,1%), pretende tratamento ortodôntico por motivos estéticos (68,3%). A faixa etária que mais procurou o tratamento ortodôntico foi dos 14 aos 17 anos (37,4%). A má oclusão de classe I (43,9%) e II (43,9%) foram as mais prevalentes para a relação molar direita; na relação molar esquerda, foi mais frequente a má oclusão de classe I (43,9%). A aparatologia ortodôntica proposta com maior frequência foi o uso exclusivo de aparelhos fixos (59,4%). A combinação mais usada foi a combinação de aparelhos funcionais e aparelhos fixos (69,1%). Conclusão: as mulheres representam o género que mais procurou esta consulta, particularmente durante a adolescência, e por motivos associados a alterações estéticas. As más oclusões mais prevalentes são as classes I e II, sem diferenças significativas. O uso exclusivo de aparelhos fixos foi o mais prevalente. A combinação de aparelhos fixos e funcionais, foi a mais utilizada. Em relação à comparação por géneros, a única variável que apresenta resultados diferentes reside na procura de segundo tratamento ortodôntico, sendo as mulheres o grupo que mais o deseja.

Dissertação para obtenção do grau de Mestre no Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Costa, Hélder Nunes
Contributor(s) Dias, Ana Rita de Almeida
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents