Document details

Os factores relacionados com o turnover e satisfação profissional em enfermagem

Author(s): Carvalho, Helena Sofia Ramos Campos de

Date: 2011

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.26/16072

Origin: Escola Superior de Enfermagem de Lisboa

Subject(s): Enfermagem; Reorganização de recursos humanos; Hospitais; Satisfação profissional; Enfermeiros


Description

O presente estudo tem por objectivo definir os factores causadores do turnover e os que contribuem para a satisfação profissional de enfermeiros em serviços de urgência de Hospitais Entidade Pública Empresarial. O turnover refere-se ao término da participação de um colaborador numa organização devido a cessação contratual ou resignação, incluindo situações em que ocorre uma transferência ou mobilidade dentro da organização. O turnover em enfermagem implica custos directos e indirectos para as organizações de saúde, nomeadamente, a nível da qualidade de cuidados de saúde prestados. Para o desenvolvimento do estudo foi aplicado um inquérito por questionário aos 223 enfermeiros a desempenhar funções em serviços de urgência do Centro Hospitalar Lisboa Norte, tendo sido recolhido um total de 170 questionários. A análise dos dados sócio-profissionais permitiu aferir que 52,9% dos enfermeiros da amostra sofreram rotatividade. Os motivos que mais contribuíram para a mudança de emprego/serviço foram a necessidade de aquisição de novas competências, vontade de realizar um trabalho mais desafiante e as melhores perspectivas de progressão na carreira. Conclui-se que o turnover está relacionado com três factores major, ”Factores Internos ao Trabalho”, “Factores Económicos” e “Factores de Realização Profissional”. Os factores com maior relevância para a satisfação profissional foram o salário, tipo de chefia, estabilidade contratual, reconhecimento de qualificações e segurança no trabalho. Foram posteriormente identificados dois factores major que estão na base da satisfação profissional dos enfermeiros da amostra, os “Factores de Desenvolvimento Profissional” e os “Factores Intrínsecos ao Local de Trabalho”. Cabe aos responsáveis pela gestão de recursos humanos em enfermagem proporcionar ambientes de trabalho saudáveis, perspectivas de progressão na carreira e reconhecimento destes profissionais de forma a promover a excelência do cuidar.

Mestrado em Enfermagem, Especialização de Gestão em Enfermagem, 2011, Escola Superior de Enfermagem de Lisboa

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Moreira, Viriato
Contributor(s) Carvalho, Helena Sofia Ramos Campos de
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents