Document details

Cuidados de enfermagem à criança com dor

Author(s): Ferreira, Mariana Santiago

Date: 2014

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.26/16309

Origin: Escola Superior de Enfermagem de Lisboa

Subject(s): Dor; Criança; Cuidados


Description

Este relatório resulta da concretização do projeto de estágio, cuja temática contempla “Cuidados de Enfermagem à criança com dor – Avaliação e controlo”, integrado no 4º Curso de Mestrado em Enfermagem na área de especialização de Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria, tendo como objetivo principal descrever criticamente as atividades desenvolvidas e a forma como este percurso possibilitou a aquisição e o desenvolvimento de competências de especialização de ESCJ (Enfermagem de Saúde da Criança e do Jovem), no contexto da dor. A dor é uma das principais causas de sofrimento na infância, com importantes repercussões no desenvolvimento da criança. Na última década tem crescido a preocupação com a dor pediátrica, resultando num movimento profissional e político dirigido a esta problemática. A investigação atual revela uma diminuição significativa da prevalência da dor em Portugal, começando a verificar-se o cumprimento de normas de boa prática na avaliação da dor. Para que esta realidade se generalize é fundamental implementar programas de melhoria contínua no âmbito da avaliação e controlo da dor nas crianças. Atualmente, não se observam avanços significativos nas intervenções farmacológicas e não farmacológicas no controlo da dor na criança, em alguns contextos, cabendo ao EESCJ (Enfermeiro Especialista em Saúde da Criança e do Jovem) contrariar estes resultados. A nossa preocupação foi investir na avaliação e controlo da dor na criança, especialmente nas intervenções não farmacológicas a oferecer à criança e ao jovem e contribuir para o desenvolvimento profissional e pessoal dos enfermeiros. A família desempenha um papel determinante na vida da criança, sendo fundamental o seu envolvimento nos cuidados. Neste sentido, os pais são parceiros na prestação de cuidados, cabendo ao enfermeiro apoiá-los no seu papel parental, provendo-os de conhecimentos e habilidades para que possam gerir autonomamente os processos de saúde/doença dos seus filhos com vista ao controlo da dor. O nosso objetivo é contribuir para a melhoria dos cuidados de saúde prestados à criança com dor e sua família, diminuindo o impacto negativo da hospitalização. O modelo teórico selecionado para suportar este relatório foi a Teoria do Conforto de Kolcaba.

Mestrado, Enfermagem de Saúde Infantil e Pediatria, 2014, Escola Superior de Enfermagem de Lisboa

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Oliveira, Maria de Lourdes
Contributor(s) Ferreira, Mariana Santiago
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents