Document details

Patologias orais mais comuns em pacientes geriátricos

Author(s): Gomes, Maria Sofia Pires

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.26/17712

Origin: Egas Moniz - Cooperativa de Ensino Superior, CRL

Subject(s): Doente geriátrico; Patologias orais; Envelhecimento; Lesões orais; Factores de risco


Description

Tem havido um aumento da esperança média de vida, nos últimos anos. Este aspeto também contribui para um aumento das doenças cronicas, debilitantes e incapacitantes. O processo de envelhecimento é um acontecimento natural que provoca alterações fisiológicas no organismo, repercutindo-se no estado de saúde geral, bem como na saúde oral. A doença periodontal, a hipofunção das glândulas salivares, as lesões dentárias (cariosas e não cariosas) e as lesões da mucosa oral, tais como a úlcera traumática, queratose friccional, candidíases, hiperplasia fibrosa inflamatória, granuloma piogénico, leucoplasia, queilite actínia e carcinoma de células escamosas são as patologias orais mais frequentemente encontradas em pacientes geriátricos. Todas estas doenças não são exclusivamente atribuídas ao envelhecimento. No entanto, este pode acelerar a progressão e severidade da patogenia conjuntamente com fatores predisponentes dessas mesmas patologias, tais como condições sistémicas (síndrome de Sjogren e diabetes), hábitos tabágicos, higiene oral inadequada, terapêuticas medicamentosas, morbilidade dentária (maior consequência da doença periodontal e carie dentaria) e consequente desnutrição, não só pela perda e não reabilitação dos dentes, mas também pelo uso de próteses mal-adaptadas pelos doentes geriátricos.

Dissertação para obtenção do grau de Mestre no Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Barros, Eduardo; Oliveira, Pedro
Contributor(s) Gomes, Maria Sofia Pires
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents