Document details

O alinhamento dos subordinados com os objetivos da Guarda Nacional Republicana

Author(s): Leandro, Inês Alexandra Neves

Date: 2017

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.26/19266

Origin: Academia Militar

Subject(s): Alinhamento; Objetivos; Expectativas; Necessidades; GNR; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Outras Ciências Sociais; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Outras Ciências Sociais; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Outras Ciências Sociais


Description

Os estudos sobre o alinhamento organizacional têm vindo a demonstrar a diversidade de benefícios tanto para os funcionários como para as organizações e a vantagem competitiva que representa para as organizações que procuram alinhar os seus funcionários com os objetivos estratégicos e cultura organizacional. Na presente investigação, o alinhamento organizacional é introduzido como um estado alcançável através de um processo em que o comandante desempenha um papel fundamental. Assim, iniciamos a investigação com a revisão da literatura com particular incidência em investigações alusivas ao tema, por forma a sustentar a parte empírica. Tendo em conta a escassez de pesquisas empíricas acerca do alinhamento dos subordinados em contexto militar e de segurança, a presente investigação desafia o estado da arte, procurando um modelo empírico de alinhamento organizacional, através do levantamento das dimensões críticas do alinhamento e da caracterização do papel do comandante neste processo. Na parte prática seguiu-se a metodologia quantitativa, aplicaram-se inquéritos por questionário a fim de medir o alinhamento dos subordinados dos Destacamentos Territoriais do Comando Territorial de Lisboa e dos Pelotões do Grupo de Intervenção de Ordem Pública, obtendo uma amostra de 225 inquiridos. Os resultados indicam que a perceção dos subordinados acerca do alinhamento difere nas duas unidades nas dimensões “orientação para o cumprimento da missão coletiva”, “desenvolvimento de capacidades através do treino e formação” e “compromisso organizacional afetivo”. Verificou-se que as dimensões “orientação para o cumprimento da missão coletiva”, “compromisso organizacional afetivo” e “transparência e acesso à informação” são as dimensões preditoras de “satisfação” e “desempenho”. Conclui-se que o papel dos Oficiais Subalternos/Capitães no Grupo de Intervenção de Ordem Pública no alinhamento passa por incidir nas dimensões “orientação para o cumprimento da missão coletiva” e “transparência e acesso à informação”. Já nos Destacamentos Territoriais os comandantes devem incidir nas dimensões “liderança participativa e envolvimento” e “orientação para o cumprimento da missão coletiva”. Esta investigação faculta matéria empírica para envolver os comandantes no processo de alinhamento dos subordinados, constituindo-se uma ferramenta importante.

Organizational alignment studies have been demonstrating the diversity of benefits for both employees and organizations and the competitive advantage that represents for organizations seeking to align their employees with strategic goals and organizational culture. In the present research, organizational alignment is introduced as a reachable state through a process in which the commander plays a key role. Thus, we began the investigation with the literature review with particular focus on research alluding to the theme, to support the empirical part. Given the paucity of empirical research on the alignment of subordinates in a military and security context, this research challenges the state of the art by looking for an empirical model of organizational alignment by surveying the critical dimensions of alignment and characterization of the role of the Commander in this process. In the practical part, we followed the quantitative methodology, and questionnaires were applied in order to measure the alignment of the subordinates of the Territorial Detachments of the Lisbon Territorial Command and the Platoons of the Public Order Intervention Group, obtaining a sample of 225 respondents. The results showed that the subordinates’ perception of alignment differs in the two units in terms of “orientation for the fulfillment of the collective mission”, “capacity building through training and training” and “affective organizational commitment”. It was noticed that the dimensions “orientation for the fulfillment of the collective mission”, “affective organizational commitment” and “transparency and access to information” are the predictive dimensions of “satisfaction” and “performance”. This research concluded that the role of the Noncommissioned Officers / Captains in the Public Order Intervention Group in alignment, is to focus on the dimensions of “guiding the fulfillment of the collective mission” and “transparency and access to information”. In the Territorial Detachments, commanders must focus on the dimensions of “participatory leadership and involvement” and “orientation towards the fulfillment of the collective mission”. This research provides empirical matter to engage commanders in the process of alignment of subordinates and it is considered an important tool.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Rouco, José Carlos Dias; Silva, Lucília Jesus Mendes da
Contributor(s) Leandro, Inês Alexandra Neves
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents