Document details

DOIS PARÂMETROS DE ARQUITECTURA POSTOS EM SURDINA. LEITURA CRÍTICA DO INQUÉRITO À ARQUITECTURA REGIONAL. Caderno 2

Author(s): ALMEIDA, Pedro Vieira de

Date: 2013

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.26/19890

Origin: Escola Superior Artística do Porto

Project/scholarship: info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876-PPCDTI/99063/PT ;

Subject(s): Arquitetura Portuguesa; Portuguese Architecture; Espaço-transição; Transition-space; Espessura; Thickness; Poética de paredes espessas; poetics of thick walls; Poética de paredes delgadas; poetics of thin walls; Teoria da Arquitetura; Architectural theory; Arquitetura Vernacular; Vernacular Architecture; Inquérito à arquitetura vernacular; Survey on vernacular architecture


Description

O reconhecimento de toda a importância à espessura enquanto instrumento de uma expressividade especial vai permitir reconhecer seguidamente aquilo a que podemos chamar uma poética de paredes delgadas e uma poética de paredes espessas. A espessura é, portanto, o primeiro “parâmetro em surdina” de que trata este trabalho. O segundo “parâmetro em surdina” considerado nesta investigação é uma qualidade específica de espaço que podemos investir de responsabilidades particulares seja no campo expressivo seja no campo das preocupações sociais. Concretamente trata-se do espaço-transição. A reflexão sobre as implicações espaciais destes dois parâmetos é seguida da análise de exemplos referênciaveis internacionais e da arquitectura portuguesa, numa proposta de releitura crítica que vem demonstrar a importância da espessura e do espaço-transição enquanto valores expressivos da arquitectura.

Publicação póstuma. Texto editado por Maria Helena Maia

Document Type Book
Language Portuguese
Contributor(s) ALMEIDA, Pedro Vieira de
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo