Document details

Atividade física como estratégia de promoção a saúde em gestantes atendidas em um centro de saúde em São Luís-Ma

Author(s): Amaral, Suzana Portilho

Date: 2018

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.26/24203

Origin: Instituto Politécnico de Coimbra

Subject(s): Gestantes; Pregnant women; Exercício; Exercise; Promoção da saúde; Health promotion; Ciências Médicas; Ciências Médicas; Ciências Médicas


Description

Este estudo tem como objetivo verificar a realização de atividade física entre gestantes atendidas em um centro de saúde em São Luís – MA, visando alertar as participantes do estudo sobre a importância da atividade física no período gestacional. Trata-se de uma pesquisa de campo, de caráter descritivo e exploratório, de abordagem quantitativa, realizado num Centro de Saúde localizado em São Luís – MA. Participaram do estudo, por meio de uma seleção amostral por conveniência, 30 pacientes gestantes que realizavam o acompanhamento pré-natal no centro de saúde pesquisado. A coleta de dados foi realizada com dois questionários: o primeiro refere-se ao aspecto sociodemográfico e gestacional e o segundo foi utilizado o questionário de Atividade Física para Gestantes – QAFG. Os resultados demonstraram que 60% das gestantes estavam com idade entre 20 a 30 anos, 56,7% eram de raça parda, 60% possuíam somente o ensino médio, 36,7% tinham união estável e 76,7% vivam com 1 a 3 salários mínimos; 40% das gestantes estavam no 3° trimestre, 56,7% já era a 2° gestação ou mais, 53,3% tinham mais de 6 consultas de pré-natal e 100% não eram tabagista e elitista. Observou-se que a maioria das gestantes estavam com sobrepeso (50%), seguido de gestantes com obesidade (26,7%), apesar que 53,3% das gestantes receberam orientações sobre a importância da prática de atividade física. Quanto aos resultados QFAG, observou-se que 50%, está classificada como atividade “leve”, mostrando que há uma prevalência de pouca atividade física durante o período gestacional. Foi realizada uma intervenção, na qual das 30 gestantes, somente 25 participaram. Verificou-se que no início da ação a maioria das gestantes estava acima do peso, com uma prevalência de atividade física reduzida durante o período gestacional. Após os três meses de intervenção, verificou-se que as gestantes ficaram mais ativas e o resultado é a diminuição de peso e uma gestação mais saudável, visto que a maioria saiu de um nível de atividade leve sedentária, para moderada e vigorosa.

This study aims to verify physical activity among pregnant women attended at a health center. Aiming to alert study participants about the importance of physical activity in the gestational period. This is an interventional research, descriptive and exploratory, with a quantitative approach, carried out at a Health Center located in São Luís - MA. A sample of 30 pregnant women who underwent prenatal follow-up at the health center participated in the study. Data collection was performed with two questionnaires: the first one refers to the sociodemographic and gestational aspects and the second one was the questionnaire on Physical Activity for Pregnant Women - QAFG. The results showed that 60% of pregnant women were between 20 and 30 years of age, 56.7% were brown, 60% had only high school education, 36.7% had a stable union, and 76.7% lived with 1 3 minimum wages; 40% of the pregnant women were in the third trimester, 56.7% were the 2nd or more gestation, 53.3% had more than 6 prenatal consultations and 100% were not smokers and elitist. It was observed that most of the pregnant women were overweight (50%), followed by pregnant women with obesity (26,7%), although 53,3% of the pregnant women received guidance on the importance of physical activity. Regarding QFAG results, it was observed that 50% is classified as "light" activity, showing that there is a prevalence of little physical activity during the gestational period. An intervention was carried out, in which of the 30 pregnant women, only 25 participated, it was verified that at the end of the action most of the pregnant women are overweight, a prevalence of little physical activity during the gestational period. After three months of intervention, it was verified that the pregnant women became more active after participating in the intervention and the result is a decrease in weight and a healthier gestation, since the majority went from mildly sedentary to moderate and vigorous.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Castro, Maria António
Contributor(s) Amaral, Suzana Portilho
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents