Document details

Empowerment : preferência e valorizaçãodas grávidas face aos cuidados de enfermagem pré-natais

Author(s): Ferreira, Isabel Maria

Date: 2012

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.26/9359

Origin: Escola Superior de Enfermagem do Porto

Subject(s): Empowerment; Cuidados de enfermagem; Cuidados pré-natais


Description

Introdução: Com o presente estudo pretendeu-se analisar a preferência e a valorização das grávidas que frequentam os serviços da Unidade Local de Saúde de Matosinhos face a cuidados de enfermagem pré-natais, baseados em dois modelos conceptuais: o Modelo de Empowerment Enfermeiro/Utente de Laschinger, Gilbert e Smith (2010) e o Modelo Biomédico, este último com uma maior implementação histórica nos serviços de saúde e ainda dominante no modelo vigente de cuidados de saúde, de acordo com alguns autores (LEAL I. et al., 2008; Nunes J. M., 2010). Metodologia: Trata-se de um estudo quantitativo, descritivo e transversal, com a utilização de uma técnica de amostragem de conveniência. A colheita de dados foi efetuada através de um questionário aplicado a grávidas que recorreram aos serviços especializados de Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica da Unidade Local de Saúde de Matosinhos, de março a maio de 2012. Para o tratamento estatístico dos dados foi utilizada estatística paramétrica descritiva e inferencial, através da utilização do programa SPSS (Statistical Package for Social Sciences), versão 19 para o Windows. Resultados e conclusões: O QMCG revelou-se um instrumento fiável e sensível para avaliar a preferência e a valorização das grávidas face aos cuidados de enfermagem pré-natais baseados no MEEU, demonstrando uma boa consistência interna, com um coeficiente de alfa de Cronbach de 0,72. A grande maioria das grávidas (97%) assumiu uma preferência total ou predominante pelos cuidados de Enfermagem pré-natais baseados no Modelo de Empowerment Enfermeiro/Utente em oposição aos cuidados baseados no Modelo Biomédico e atribuiu-lhes um grau elevado de valorização. Verificou-se também que quando mais anos de escolaridade apresentavam as participantes mais elevado se revelou o grau de preferência e valorização que atribuíam aos cuidados de enfermagem pré-natais baseados no Modelo de Empowerment Enfermeiro/Utente. Foi também possível concluir que quanto mais alto o nível de empowerment das grávidas, mais alto era o grau de valorização atribuído aos cuidados baseados no Modelo de Empowerment Enfermeiro/Utente e mais baixo o grau de valorização atribuído aos cuidados baseados no Modelo Biomédico. Face aos resultados encontrados mostra-se pertinente refletir sobre as práticas de Saúde Materna e Obstetrícia no sentido de as adequar às necessidades identificadas pelas clientes. Palavras-chave: empowerment, cuidados de enfermagem, cuidados prénatais e preferência das grávidas

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Ferreira, Isabel Maria
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents