Document details

O trabalho de parto : um evento crítico na transição para a maternidade

Author(s): Souto, Sandra Patrícia

Date: 2013

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.26/9423

Origin: Escola Superior de Enfermagem do Porto

Subject(s): Trabalho de parto; Maternidade


Description

O trabalho de parto representa uma experiência marcante no ciclo de vida da mulher, ao qual se associa uma trajetória de significados desde a sua antecipação até ao seu impacto na identidade da mulher. Ao longo da gravidez, a mulher desenvolve expectativas, positivas ou negativas, que influenciam a experiência de trabalho de parto. Entretanto, a perceção da mulher sobre a sua experiência de trabalho de parto constitui uma variável importante no percurso da transição para a maternidade. O presente estudo teve como objetivos identificar as expectativas da mulher acerca da experiência de trabalho de parto e, num segundo momento, compreender o modo como cada mulher perceciona a sua experiência de trabalho de parto. Procurou-se, também, investigar de que forma esta continuidade entre o que foi imaginado e o que foi experienciado, se repercute na entrada efetiva da mulher na experiência da maternidade. Foi desenvolvido um estudo descritivo, com uma abordagem qualitativa. A seleção dos participantes foi através de uma amostra intencional, sendo constituída por nove mulheres, que estiveram internadas no serviço de obstetrícia do Centro Hospitalar Póvoa de Varzim/Vila de Conde e que partilharam um conjunto de critérios entre si. Como instrumento de recolha de dados foram utilizadas entrevistas semiestruturadas e para a análise dos dados recorreu-se à análise de conteúdo, tendo por referência os princípios de Laurence Bardin (2009). A análise de conteúdo do material recolhido fez sobressair três unidades temáticas, a partir das quais se desenvolveu uma análise fragmentada em categorias e subcategorias: 1) Expetativas associadas ao trabalho de parto “O antes”; 2) Experiência de trabalho de parto “O durante” e 3) Impacto da experiência de trabalho de parto no desenvolvimento do papel maternal “O depois”. A conclusão do estudo realizado salienta que o trabalho de parto é um acontecimento único no ciclo de vida da mulher e uma experiência fortemente personalizada. Os nove relatos de experiência de trabalho de parto confirmam o modo pessoal como cada mulher antecipou e percecionou a sua experiência de trabalho de parto e o seu impacto no desenvolvimento do XI papel maternal, no período após o parto. Perante esta trajetória, consideramos o trabalho de parto uma experiência longitudinal ciclo de vida da mulher, caraterizada por uma ambivalência de resultados: expectativas positivas versus expectativas negativas; experiência positiva versus experiência negativa; impacto positivo versus impacto negativo. Estes resultados dicotómicos levam-nos a considerar que na experiência de trabalho de parto existe um continuum com dois sentidos, sendo que o sentido positivo determinará uma transição saudável para a mulher; enquanto o seu sentido negativo dificultará o processo da transição da mulher para o desenvolvimento do papel maternal. Apesar da elevada predominância de resultados positivos identificados pelas mulheres, a evidência de alguns resultados negativos sugere a necessidade de uma melhoria contínua dos cuidados prestados à mulher, na prossecução de experiências de trabalho de parto mais positivas, visando uma transição saudável para a maternidade.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Souto, Sandra Patrícia
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo