Document details

A influência dos laços familiares na qualidade de vida dos idosos : um estudo numa instituição de acolhimento

Author(s): Freitas, Ana Filomena

Date: 2014

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.26/9515

Origin: Escola Superior de Enfermagem do Porto

Subject(s): Envelhecimento; Família; Qualidade de vida


Description

Os dados demográficos demonstram uma tendência acentuada do envelhecimento populacional, com consequências nos apoios e nas estruturas das famílias, o que originará num futuro próximo, novas necessidades de saúde para as quais os idosos, famílias e comunidade, não estarão preparados. A família é a instituição na qual a pessoa insere-se e desenvolve-se, ao longo das etapas do ciclo de vida. Portanto é uma estrutura de apoio responsável por garantir a realização e a satisfação das necessidades, sentidas pela pessoa aquando do envelhecimento. Atualmente, em resultado das alterações, a família não consegue responder às necessidades dos seus membros e consequentemente recorre ao apoio formal, como a utilização de instituições de acolhimento. O envelhecimento corresponde a uma fase do ciclo de vida, que acarreta transformações nas várias dimensões da vida dos idosos e conforme as previsões estatísticas apontam ocorrerá um contínuo aumento. Desta forma, a família, a comunidade e os profissionais de saúde devem promover um envelhecimento com qualidade de vida. A enfermagem deve construir intervenções no sentido da promoção de um envelhecimento com qualidade de vida, capacitando os idosos, famílias e comunidade. O presente estudo teve como objetivo aprofundar o conhecimento sobre a influência dos laços familiares na qualidade de vida dos idosos de uma instituição de acolhimento. Contribuindo para uma melhor prestação de cuidados em enfermagem comunitária, na área do envelhecimento com qualidade de vida. Realizei um estudo quantitativo, descritivo – correlacional e transversal, a questão de investigação que norteou o estudo VI foi: qual a influência dos laços familiares na qualidade de vida dos idosos de uma instituição de acolhimento. O estudo foi realizado numa instituição de acolhimento de idosos, frequentada maioritariamente por pessoas com profissões ligadas à pesca. Das unidades de centro dia e lar da instituição selecionada, obtive uma população de 39 idosos. Para estudar a influência dos laços familiares contactei os familiares dos idosos, conseguindo avaliar a perceção da funcionalidade familiar de 11 familiares de 11 idosos. Para colheita de dados recorri às escalas FAD (Family Assessment Device) e WHOQOL-Bref (World Health Organization Quality of Life-Bref). Ambas as escalas estão traduzidas e validadas para a população portuguesa pelos grupos de trabalho das respetivas escalas. A FAD avalia a funcionalidade familiar segundo a perceção dos membros da família e tem por base o Modelo de McMaster do Funcionamento Familiar (MMFF). A escala WHOQOL-Bref foi desenvolvida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e avalia quatro domínios da qualidade de vida: físico, psicológico, relações sociais e ambiente. Os resultados obtidos evidenciaram que os idosos que percecionavam a funcionalidade familiar da sua família como saudável, ou seja, família com boa funcionalidade familiar, apresentavam melhor nível de qualidade de vida. Da análise da perceção dos idosos e da perceção dos elementos da família constatei que existiam divergências, os idosos identificavam mais dimensões não saudáveis na família, ao contrário dos elementos da família, o que reflete que os diferentes elementos da família percecionavam as mudanças decorridas de forma distinta.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Freitas, Ana Filomena
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents