Document details

Novos métodos para a extracção de compostos fenólicos de plantas da família Moraceae: Maclura pomifera Ficus carica e Ficus elastica, uma contribuição para o seu estudo

Author(s): Teixeira, Dora Maria Fonseca Martins Ginja

Date: 2006

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10174/11319

Origin: Repositório Científico da Universidade de Évora

Subject(s): Extracção de compostos fenólicos de plantas; Família Moraceae; Maclura pomifera; Ficus elastica


Description

Neste trabalho é proposto um novo método de extracção de compostos fenólicos em material vegetal baseado na disrupção da amostra com areia (SSDM- Sea sand disruption method). Este método foi comparado com os métodos de dispersão de matriz em fase sólida (MSPD- Matriz solid-phase dispersion) e extracção sólido-liquido (SLE-Solid-liquid extraction), para a extracção de compostos fenólicos de várias famílias, nomeadamente xantonas, flavanonas, ácidos fenólicos, flavonóis e coumarinas, de material vegetal de duas plantas diferentes da família Moraceae, a Maclura pomifiera e a Ficus carica, utilizando como eluentes o diclorometano e misturas de metanol: água. Os rendimentos de extracção obtidos, para todos os compostos estudados, pelo método de extracção por SSDM foram semelhantes ou superiores aos obtidos com os outros métodos, com as vantagens, em relação método de extracção por SLE, de consumir menor quantidade de solventes e menor tempo de preparação da amostra, e em relação ao método de MSPD, de utilizar um suporte sólido muito menos dispendioso do que a sílica octadecil. Foram realizadas várias réplicas para cada procedimento de extracção e os resultados foram tratados estatisticamente utilizando a análise de variância, ANOVA- factor único. Os procedimentos de extracção revelaram-se reprodutíveis, uma vez que os valores de RSD obtidos foram inferiores a 5% para a maioria dos compostos e procedimentos de extracção. Utilizando o método optimizado de SSDM foram realizados ensaios de recuperação para alguns compostos: macluraxantona na casca da raiz da Madura pomifiera; e ácido clorogénico, rutina e psoraleno na folha da Ficus carica. Os valores de recuperação obtidos foram superiores a 85% para todos os compostos testados. O método de extracção por SSMD optimizado foi ainda aplicado à extracção da folha da Ficus elastica, onde não se conheciam compostos fenólicos isolados e identificados. A actividade antioxidante dos três extractos de plantas estudados, casca da raiz da Maclura pomifiera e folhas da Ficus carica e Ficus elastica, foi avaliada utilizando dois métodos de descoloração de radicais, DPPH e ABTS. O extracto que revelou maior capacidade antioxidante foi o extracto da Madura pomifiera. O extracto da Ficus carica demonstrou poder antioxidante ligeiramente inferior, enquanto o extracto da Ficus elastica foi o que apresentou um poder antioxidante menor, sendo este muito significativamente inferior ao poder antioxidante dos outros dois extractos. Foi também testada a actividade antimicrobiana dos extractos de plantas que, nas condições testadas, não revelaram actividade com os microrganismos testados: Bacillus licheniformis, Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa, Staphylococcus aureus e Streptococcus faecium (bactérias) e Cladosporium cucumerinum (fungo). Com o objectivo de determinar a contribuição de alguns compostos conhecidos, presentes nos extractos da Maclura pomifera e da Ficus carica, para a actividade antioxidade total dos extractos, determinou-se em primeiro lugar a concentração destes compostos nos extractos, em seguida determinou-se a actividade antioxidante individual de cada um e, finalmente, a correspondente contribuição para a actividade total dos extractos. ### ABSTRACT/ - An alternative method using sea sand as a sample disruptor is presented here for the extraction of phenolic compounds from plant material. The sea sand disruption method (SSDM) was compared with MSPD (Matrix solid phase dispersion) and SLE (Solid-liquid extraction) for the extraction of several families of phenolic compounds, namely, xanthones, flavanones, phenolic acids, flavonols and coumarins in plant material from two plants from, Moraceae family, Madura pomifera and Ficus carica, using dichloromethane and methanol: water mixtures as eluents. The extraction yields obtained using SSDM were similar or superior to those obtained with MSPD and SLE, for all compounds extracted. When compared with SLE, SSDM has the advantages of less solvent consumption and less sample preparation time; and when compared with the MSPD method, the use of sea sand avoids the cost of the expensive C8 or C18 solid support materials. Several replicates were performed for each extraction procedure and statistical treatment, ANOVA-single factor, was used to compare the extraction yields obtained by these methods. The extraction procedures were reproducible as the RSD values were less than 5% for almost all compounds and extraction procedures. To evaluate recovery by SSDM, spiking experiments were dope using macluraxanthone for the root bark of Madura pomifera extraction and chlorogenic acid, rutin and psoralen for the Ficus carica leaves extraction. Recoveries above 85% were obtained for all compounds tested. The SSDM method was also applied in the extraction of the Ficus elastica leaves where, as far as we know, it has never been identified any phenolic compound. The antioxidant activity of the three plant extracts, Maclura pomifera root bark, Ficus carica and. Ficus elastica leaves, was, evaluated using DPPH and ABTS methods. The three extracts showed antioxidant activities, proving their capacity to scavenge both the DPPH and ABTS radicals. The M. pomifiera extract proved to be the most powerful antioxidant scavenger while the F. carica extract showed slightly inferior antioxidant potential. The F. elastica extract presented very poor antioxidant activity with a value significantly lower than those obtained for the other evaluated extracts. Since several phenolic compounds have already been identified from these plant extracts, their concentration on the extract was determined, and the compound individual contribution for the total antioxidant activity was determined as well. Macluraxanthone accounted for more than 20 % of the total antioxidant activity of the root bark extract and the chlorogenic acid, rutin, and psoralen accounted for about 30% of the total activity of the Ficus carica leaves extract. Most of the remaining antioxidant activity of the root bark is likely due the activity of the other xanthones already identified in the Maclura pomifera extract, as very little activity is expected for the also known flavanones. The majority of the Ficus carica leaves antioxidant activity is unaccounted for and it must be due to the unknown compounds present in the extract.

Document Type Doctoral thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Costa, Cristina Maria Barrocas Dias Teixeira da Costa
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents