Document details

Medição de bem-estar em ovelhas com stress térmico e nutricional

Author(s): Marques, Rita Isabel Afonso

Date: 2013

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10174/11491

Origin: Repositório Científico da Universidade de Évora

Subject(s): Bem-estar; Stress térmico; Restrição alimentar; Cortisol plasmático; Cortisol salivar; Ovinos; Welfare; Heat stress; Nutritional restriction; Plasma cortisol; Salivary cortisol; Sheep


Description

O estado nutricional dos ovinos mantidos em regime extensivo varia consideravelmente ao longo do ano, devido a variações na disponibilidade e qualidade das pastagens, fortemente influenciada pelas condições climáticas típicas da região mediterrânica: verão seco e outono com chuva escassa. Estas condições levam a fortes restrições alimentares em qualidade e quantidade, durante cerca de metade do ano, representando fatores de stress crónico. O principal objetivo desta tese é o de efetuar uma primeira abordagem à possibilidade de as concentrações de cortisol salivar e plasmático virem a ser bons indicadores de stress crónico, e como tal, uma importante ferramenta para controlo do bem-estar animal. Tem ainda por finalidade avaliar 3 diferentes kits comerciais ELISA, que permitam determinações de concentrações de cortisol plasmático e salivar. O ensaio foi realizado na sala de ambiente controlado da Universidade de Évora, localizada na Herdade da Mitra. No ensaio de base, usaram-se 16 ovelhas adultas e 10 datas de colheita de amostras (peso vivo, recolha de sangue e de saliva, entre outras). Este é um estudo preliminar, utilizado para despistar valores médios que possam estar associados a stressores crónicos resultantes factores ambientais (temperatura e humidade elevadas) e também nutricionais (restrição alimentar durante a gestação). Como tal, para as determinações preliminares, apenas se utilizaram 6 animais pertencentes a dois grupos: gestantes com restrição alimentar elevada (20g/kg PV0.75) ou mais baixa (50g/kg PV0.75). Dentro e fora da sala foram registados continuamente os valores de temperatura do ar, humidade e concentração de CO2. As condições térmicas e de humidade elevadas aumentaram os níveis de cortisol, quer plasmático quer salivar. Observa-se ainda que a maior restrição alimentar diminuiu as concentrações de cortisol, quer plasmático quer salivar. Associada à enorme variabilidade individual, o cortisol, só por si, não é um bom indicador de stress crónico, uma vez que pode apresentar concentrações elevadas ou diminuídas e deverá ser utilizado associado a outros indicadores. Para a sua determinação o kit da Salimetrics (ref. 1-3002) foi o que apresentou melhores resultados; Measure of sheep’s welfare in heat and nutritional stress conditions ### Abstract: The nutritional status of sheep kept in extensive varies considerably throughout the year, Caused by the variations in the availability and quality of pastures, strongly influenced by climatic conditions, typical of the Mediterranean region: dry summer and fall with scarse rain. These conditions lead to severe dietary restrictions in both, quality and quantity, in about half of the year, this representing chronic stress factors. The main objective of this thesis is to make a first approach to the possibility of the concentrations of salivary cortisol and plasma, come to be good indicators of chronic stress, and as such, an important tool for control of animal welfare. Also aims to evaluate three different commercial ELISA kits, which allow determination of concentrations of plasma and salivary cortisol. The test was conducted in a controlled environment room at the University of Évora, located at Herdade da Mitra. In the basic test, it is used 16 adult sheep and 10 dates of sampling (live weight, collection of blood and saliva and others). This is a preliminary study, used to screen values that can be associated with chronic stressors resulting from environmental factors (temperature and high humidity), and also nutritional (dietary restriction during pregnancy). As such, for the preliminary determinations, only used 6 animals belonging to two groups: pregnant with high dietary restriction (20g/kg BW0.75) or lower (50g/kg BW0.75). Inside and outside the room the values for air temperature, humidity and CO2 concentration were continuously recorded. The high thermal and moisture conditions increased cortisol levels, either plasma or saliva. It was also observed that most food restriction decreased cortisol concentrations either plasma or saliva. Associated with enormous individual variability, cortisol alone is not a good indicator of chronic stress, since it can have high or reduced concentrations and should be used in conjunction with other indicators. For your determining the kit Salimetrics (ref. 1-3002) showed the best results.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Baptista, Elvira Sales; Baptista, F.J.
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents