Document details

No man's land. No man's time. Contributo epistemológico para o conceito de paisagem

Author(s): Correia, Rui Sá

Date: 2011

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10174/11838

Origin: Repositório Científico da Universidade de Évora

Subject(s): Natureza; Ambiente; Território; Paisagem; Nomadismo; Sedentarismo; Pós-nomadismo; Nature; Environment; Territory; Landscape; Nomadism; Sedentary Lifestyle; Post-nomadism


Description

Discorrer sobre o conceito de paisagem é a prerrogativa deste trabalho. Abordamse outros conceitos que, com o de paisagem, tantas vezes, se confundem, tais como o de território, ambiente ou natureza. A paisagem é uma dimensão espacial, mas é também uma dimensão temporal. Ora pelo facto de se mutar, ciclicamente, numa eterna busca por um equilíbrio dinâmico, ora por ser mutante ao longo de uma temporalidade linear em que o Homem imprime as suas necessidades e as suas vontades a um espaço. Procura-se fazer uma explanação sobre a relação que o Homem poderá ter estabelecido com a paisagem desde os seus primórdios para que se possa, depois, reflectir sobre a paisagem que o Homem tem criado ao longo do século XXI; ### ABSTRACT: The aim of this work is to discuss the concept of landscape. Other concepts, which like landscape, are many times confused, such as territory, environment and nature, are also addressed. Landscape is a spatial dimension, but it is also a temporal one. Cyclically, it changes in an eternal search for a dynamic equilibrium, but it also evolves over a linear temporality, during which Man imprints his own needs and wished on a space. This work seeks to offer an explanation of the relationship Man may have established with the landscape during primordial times, so that, then, the landscape Man has created during the 21st Century may be reflected upon.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Carapinha, Aurora
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents