Document details

Riscos psicossociais no trabalho: stress e estratégias de coping em enfermeiros em oncologia

Author(s): Gomes, Sandra da Fonte Sousa

Date: 2011

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10174/14193

Origin: Repositório Científico da Universidade de Évora

Subject(s): Enfermagem; Oncologia; Stress; Coping; Nursing; Oncology; Stress; Coping


Description

A prestação de cuidados de enfermagem a doentes oncológicos implica o confronto com situações que são simultaneamente de grande exigência técnica e científica e de grande desgaste emocional. Os níveis de stress ocupacional, aliados a estratégias de coping pouco eficazes são referidos na literatura como responsáveis pela perturbação da saúde, pelo absentismo laboral, e pela diminuição da qualidade dos cuidados. De entre os vários tipos de doença oncológica, os tumores de cabeça e pescoço são situações de particular risco de stress profissional. Objectivos: Identificar níveis de saúde geral; stressores; e estratégias de coping em enfermeiros (N=96) em unidades de oncologia de Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Metodologia: Para além do questionário demográfico foram utilizados; Questionário de Saúde Geral-12; Inventário de Stressores Ocupacionais; e o Brief-COPE. Resultados: Verificaram-se níveis razoáveis de saúde geral; os stressores mais referidos dizem respeito à sobrecarga de trabalho; a situações emocionalmente perturbadoras; ao espaço físico; e à falta de reconhecimento da profissão. As estratégias de coping mais utilizadas são o planeamento, o coping activo; a aceitação e a reinterpretação positiva. Estudos de correlação mostraram valores interessantes de significância estatística nomeadamente entre valores de saúde geral e estratégias de coping ou entre as várias estratégias de coping; Abstrat: Psychosocial Risks at Work: Stress and Coping Strategies of Nurses in Oncology When taking care of cancer patients, nurses are confronted with life situations that are not only emotionally Stressful, but also demand a great deal of technical and scientifical skills (expertise). Reviewed literature shows that professional Stress and weak coping strategies may lead to health disturbs, absenteeism and lower quality of care. Among the several kinds of cancer, head and neck appears to be a particular source of working Stress. Aims: to identify general health levels; coping strategies in nurses that work in head and neck cancer units. Methodology: demographic questionnaire; General Health Questionnaire-12 (GHQ-12); Occupational Stressors Inventory; Brief COPE. Results evidence reasonable general health; the most referred Stressors are due to excessive work hours, emotionally disturbing situations, physical space and the lack of professional recognition. The coping strategies most used are the planning, active coping, acceptance and positive reframing. Correlation studies have shown interesting results of statistic significance concerning general health values and coping strategies and between the several coping strategies.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Santos, Margarida Cabugueira Custódio dos
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents